Há um ano atrás a Secretaria de Educação distribuiu mudas de manacás-da-serra as 33 escolas municipais de Ribeirão pires

A Secretaria de Educação e Cultura de Ribeirão Pires celebra, nesta quinta-feira, 22, o início da estação Primavera. Há um ano atrás, em tempos pandêmicos, com a interrupção das atividades escolares de caráter presencial, impôs aos mais de 700 alunos da rede municipal de ensino, uma série de desafios para dar prosseguimento aos seus estudos. Tanto a gestão escolar quanto os educadores viviam desafios contínuos para fortalecer os laços dos estudantes com a escola ainda que a distância, procurando manter o vínculo escolar a fim de reduzir os riscos de evasão e abandono.

Pensando nisso, a Secretaria de Educação distribuiu na época, mudas de árvore da espécie, Manacás-da-serra, originária da Mata Atlântica, as 33 unidades escolares municipais de ensino. O objetivo da iniciativa, além de homenagear, era agradecer aos profissionais de Educação que estavam à frente do combate ao COVID-19, pelo empenho e dedicação prestados a toda rede de apoio montada no município para esse enfrentamento.

A Secretária de Educação e Cultura de Ribeirão Pires, Rosí de Marco, disse que, “assim são os ciclos de nossas vidas… muitos de nós temos vocação, temos missões. Em busca de nossos próprios objetivos, deixamos marcas, contribuições que fazem a diferença por onde passamos, em ciclos contínuos que dão força para o novo nascer”, disse.

Hoje, muitos destes manacás já estão florindo os jardins de nossas escolas. “É verdade que em meio a uma rotina atribulada, entre tantos dilemas, deixamos muitas vezes de olhar para a grandiosidade de nossas ações. Quanto maior a nossa dedicação e o nosso empenho que atribuímos ao que fazemos, maior será o nosso legado”, concluiu.

Manacá da E.M. Mabel Cunha

Manacá-da-serra na E.M. Carlos Rohm