Pedra do Elefante

A Pedra do Elefante é um dos inúmeros pontos turísticos da cidade Ribeirão Pires, além de ser a mais alta da região, possui 977,7 metros acima do nível do mar. Ela recebe esse nome, pois, parece um elefante de costas. O topo dela permite uma bela visão das cidades vizinhas. Para visitar, é possível utilizar bicicletas, carros, trilhas ou ir a pé! 

História da Pedra

A rocha granítica é conhecida desde o ano de 1950, exatamente por parecer um elefante. No ano de 1981, a Prefeitura Municipal de Ribeirão Pires desapropriou este, até então, bem natural, que passou a ser considerado como um ponto turístico oficial do município. E para que serve a Pedra do Elefante? Ela é utilizada para a prática de alguns esportes radicais como, escalada, downhill (ciclismo), trekking e rapel. 

Onde está localizado e como chegar

O ponto turístico está localizado em Ribeirão Pires, no bairro Quarta divisão, o endereço é: Rua Malvina Tavares, s/n (Travessa da R. Miro A. Peduzzi, altura nº 900), 4ª Divisão. A forma mais fácil de chegar até ela, é pegando o ônibus. É simples, basta seguir os passos abaixo: 

  1. É importante ir até o Terminal Rodoviário e pegar o ônibus Vila Bonita. 
  1. Desça próximo à Avenida Atílio Peduzzi.  
  1. Caso seja necessário, procure o ponto de referência Amarelinho (é conhecido por ser uma casa de shows e estância turística). 
  1. Ao descer do ônibus, vá em direção à rua Malvina Tavares. 
  1. Essa rua vai direto para a Pedra do Elefante, mas, é uma estrada de terra. 
  1. Parte do caminho é feito por meio de carros, motos, trilhas ou a pé. 

Esse caminho é bem fácil porém, a subida é íngreme e exige esforço dos aventureiros, que passarão por muitas valas onde a água desce quando chove, então é necessário ter muita calma e prestar atenção por onde anda. Uma dica: evite ir em dia com chuva forte.  

Como é feito o passeio de trilha

A caminhada começa após pegar o ônibus Vila Bonita, andando pelas estradas de terra, cercadas pela Mata Atlântica. Mais detalhes estão listados abaixo: 

  • Modalidade: Trilha e caminhada. 
  • Local: Entre Ribeirão Pires e Suzano. 
  • Nível da trilha: Moderado. 
  • Quantidade de vagas: Aproximadamente 13. 
  • Duração: 8 horas. 
  • Transporte: Trem e ônibus. 
  • Quantidade de Km: 20 km. 
  • Valor: R$ 40,00. 

É importante saber que, no pacote da trilha, estão inclusos o rastreamento por satélite e um guia turístico. Para auxiliar os desbravadores, durante o passeio! 

O que levar para a trilha

Não esqueça de levar os seguintes itens para realizar a trilha: 

  • Chapéu ou boné. 
  • Sapato confortável. 
  • No mínimo, 2,5 L de água. 
  • Álcool gel. 
  • Protetor solar. 
  • Repelente. 
  • Capa de chuva. 
  • Máscara reserva. 
  • Lanches, para consumir durante a trilha. 
  • Documentos. 
  • Remédios para uso pessoal. 

Outras formas de chegar à Pedra do Elefante

Não há apenas uma maneira de chegar à famosa Pedra do Elefante, embora a forma mais comum já tenha sido citada, existem outras. E, em todos os caminhos a seguir, a área de preservação da Mata Atlântica será percorrida. 

  • Opção 1: Atrás da Pedra, existe um caminho pela estrada de terra, ao seguir por ele, é possível chegar na cidade de Suzano, mais especificamente na  Pedra da Rachada, ou vice-versa. Para chegar na Pedra do Elefante, é necessário percorrer a trilha das três pedras, ao chegar na primeira bifurcação, é só virar à esquerda, descer um pouco e, na curva, verá um atoleiro, depois é só subir. No começo da subida, alguns pontos não são pedaláveis, devido as raízes ou pedras, mas, ao passar por elas, é possível voltar a pedalar. Os trechos mais difíceis começam na hora de subir pois, o chão tem muita erosão e escorrega. Após chegar ao ponto mais alto da montanha, começa a descida, a partir daí não existe mais pedras ou raízes, então passará uma cerca e finalmente chegará à Pedra do Elefante.  
  • Opção 2: No mirante da Pedra do elefante, dá pra ver uma trilha. O começo da trilha, estará na parte da montanha com mais árvores, boa parte dela estará perto de erosões e cascalhos soltos. Essa parte não é recomendada para pedalar pois, embora a trilha fique plana, com campos, também existem algumas subidas em volta das árvores. Após isso, terá dois atoleiros, depois deles, passará a última descida, seguindo em frente é possível ver o rodoanel e a montanha bem no fundo. Dessa forma, chegará a estrada de terra que dá entrada ao Ponto de Pedra. 
  • Opção 3: Uma outra maneira para ir pedalando, é utilizando o GPS do celular. Ele guiará pelo caminho mais rápido e será até mais fácil de chegar na Pedra do Elefante. Assim, será mais fácil decidir o dia e a hora para ir visitar esse incrível ponto turístico. 
  • Opção 4: Por fim, também é possível pedir um Uber. Porém, como a estrada é de difícil acesso, com erosão, raízes, galhos, valas entre outros, na pior das hipóteses a corrida pode ser cancelada ou ficar mais cara que uma passagem de ônibus e a trilha. 

Aproveite o Ponto Turístico mais alto da região

Após uma descrição detalhada desse incrível ponto turístico, não restam dúvidas que, mesmo que o percurso não seja tão fácil de ser percorrido, devido às dificuldades encontradas nas estradas de terra, vale muito a pena chegar no local e aproveitar! Tirar várias fotos, se divertir com a família, fazer um passeio diferente entre outros! 

A cidade de Ribeirão Pires possui vários pontos turísticos, não é à toa que foi denominada como Estância Turística. Por isso, a cidade é um ótimo lugar para visitar durante o tempo livre! Opções de pontos turísticos não faltam! O importante é aproveitar! 

Então, caso queira se divertir um pouco na cidade, o primeiro ponto turístico para visitar é a Pedra do Elefante! Mas, não esqueça de levar alimentos, álcool gel e protetor solar! Porque, às vezes, com a pressa, é possível esquecer de levar esses objetos e o passeio que tinha tudo para ser perfeito acaba arruinado! Por isso, não esqueça deles, afinal, a ideia é se divertir e explorar a cidade.