Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content

Setembro Amarelo: Rede de Atenção Psicossocial de Ribeirão Pires reforça atendimento na cidade

Prefeitura realizou 13 mil atendimento voltados à saúde mental no primeiro semestre deste ano

O Setembro Amarelo é o mês dedicado à valorização da vida e ao bem-estar emocional. Em Ribeirão Pires, a Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) oferece grupos de apoio, nas unidades básicas de saúde, e atendimento especializado para pacientes com transtornos graves e persistentes, em três unidades do CAPs (Centros de Apoio Psicossocial). Até o fim deste mês, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Saúde, promove programação especial de conscientização voltada à saúde mental.

Entre as ações de destaque, no dia 27 de setembro, os CAPs irão promover roda de conversa para debater prevenção ao suicídio e a importância da rede de apoio. Além disso, oficinas nas unidades e intervenções psicoeducativas também serão realizadas em pontos de movimento da cidade.

As unidades básicas de saúde vão reforçar os cuidados à saúde mental com palestras e rodas de conversas com os pacientes. Na campanha Setembro Amarelo, as equipes irão fortalecer o trabalho já realizado pela Atenção Básica de forma permanente. As unidades contam com atendimentos individualizados e coletivos, grupos de psicoterapia e atividades alternativas, como arteterapia e caminhadas terapêuticas.

Em Ribeirão Pires, a Rede de Atenção Psicossocial é formada pela UPA (Unidade de Pronto Atendimento – para casos de urgência/emergência), unidades da Atenção Primária (USFs e UBSs), Centro de Especialidades Médicas, três CAPs e Hospital Maternidade São Lucas.

Em 2023, a Secretaria de Saúde registrou 13 mil atendimentos psicológicos individuais realizados pela equipe de psicólogos da rede. Os serviços são interligados de forma a criar uma rede capaz de fornecer assistência abrangente às pessoas que enfrentam transtornos mentais e problemas relacionados ao uso de substâncias químicas, bem como às suas famílias, atendendo às diversas necessidades.

“Nossa rede é plural, com atendimentos de diferentes graus de complexidade e promovendo uma assistência integral. O cuidado com a saúde mental é para todos, e os estigmas precisam ser derrubados”, enfatizou o secretário de saúde de Ribeirão Pires, Audrei Rocha.

Os cuidados na Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) são organizados de acordo com a condição clínica dos pacientes. Os casos graves e persistentes recebem atendimento nas unidades do CAPS, que são modalidades II, e subdivididas em unidade adulto, infantil e Álcool e Drogas. Através da equipe multidisciplinar são realizados atendimentos individuais e em grupo, acompanhamentos, atendimento psicológico, ações de reabilitação social, oficinas e atividades terapêuticas.

“A Rede de Apoio desempenha papel de promoção da saúde mental e no bem-estar da população. Seu impacto é evidente na melhoria da qualidade de vida das pessoas” disse a psicóloga do CAPS de Ribeirão Pires, Danielle Olivares.

Ribeirão Pires reforça cuidados com a saúde mental e terá programação referente ao Setembro Amarelo – FOTO: Gabriel Mazzo/PMETRP
Skip to content