Telefone: (11) 4828-9800

Horário de atendimento: de segunda a sexta das 8h às 17h

Educação recupera índice positivo de alfabetização em 2022

Com plano de recomposição das aprendizagens, prefeitura reduziu defasagem causada pelo ensino remoto durante a pandemia

De acordo com a 5º meta do Plano Nacional de Educação (PNE), todas as crianças do 3º ano do ensino fundamental devem estar devidamente alfabetizadas no final do ano letivo. No entanto, devido a pandemia de Covid-19, o ensino remoto motivou grande defasagem de aprendizado, sobretudo às crianças do 1º, 2º e 3º ano do fundamental. Ciente deste cenário, ao longo de 2022, a Prefeitura de Ribeirão Pires, por meio da Secretaria de Educação e Cultura (Secult), colocou em prática o plano de recomposição de aprendizagens.

Em 2021, ao final do ano letivo, a prefeitura registrou um índice de 39% de alunos do 2º ano do fundamental lendo e escrevendo. Já no final de 2022, após implementação do plano de recomposição de aprendizagem, foi registrado que 91% dos alunos já estavam lendo e escrevendo. Um aumento de 52%. 

O plano de recomposição de aprendizagem, que seguirá ativo em 2023, é composto por encontros formativos adaptados à realidade de cada unidade escolar, por professores auxiliares de alfabetização contratados para o acompanhamento individualizado dos alunos, coleta de dados de leitura, constante diálogo com a comunidade escolar, além do trabalho sócio emocional promovido pelo Serviço de Apoio Psicossocial, APSE, em casos mais específicos.

“Com esses resultados, temos esperança de recuperar todo o prejuízo deixado pela pandemia”, comentou a Orientadora Educacional Luzinaide Mota Klen. “Nossas crianças voltaram com muita vontade de aprender. Agora, temos o desafio de propor novas práticas para que elas mantenham esse interesse e alcancem, mais um vez, esse ótimo resultado”, concluiu.

Segundo a secretária da pasta, Rosí de Marco, esse plano de recomposição será essencial para o futuro dos alunos. “Todos os nossos profissionais da educação se esforçaram para atingir esse resultado. Desta forma, nossas crianças serão capazes de seguir o percurso pedagógico de forma plena. Afinal, é pelo futuro de cada uma delas que trabalhamos”, detalhou.