Nota de esclarecimento sobre a regularidade do CRP


Criado em 16/04/2015

Prefeitura desmente boatos sobre problemas no Certificado de Regularidade Previdenciária

 

Ao contrário do que foi publicado por um jornal local na última semana, a Receita Federal não ameaça cancelar a regularidade do CRP (Certificado de Regularidade Previdenciária) da Prefeitura Municipal da Estância Turística de Ribeirão Pires.

A informação foi divulgada alegava que o relatório de auditoria realizada no Instituto Municipal de Previdência de Ribeirão Pires, o IMPRERP, colocava “em risco obras anunciadas pelo prefeito” e que “sem o Certificado, obras como o viaduto e o projeto Minha Casa Minha Vida apresentadas pelo prefeito Saulo poderão não se concretizar no município”.

A Prefeitura informa que o último Certificado de Regularidade Previdenciária foi emitido em 30 de dezembro de 2014 e tem validade até 28 de junho de 2015. As informações conforme divulgadas por grupo político de oposição e donos do jornal, foram apresentadas sem a devida apuração. A Prefeitura atualmente não corre qualquer risco de perder o CRP.

O secretário de Finanças de Ribeirão Pires, Nelson Gomes de Melo, garante: “Não existe risco de prejuízo a bloqueio de nenhuma liberação de verbas para obras. Infelizmente não foram todas as gestões que tiveram a honra de poder apresentar este certificado aos nossos munícipes e isso de fato me entristece, pois quem perdeu foi à população”.

O CRP é uma das mais importantes certidões para os municípios, pois garante a realização de convênios e financiamento junto a programas do Governo Federal.

Em março, a auditoria fiscal, em ação rotineira, fez três apontamentos dando prazo de 30 dias para que a Prefeitura apresentasse defesa ou justificativa. Atualmente existe um acordo feito entre o ente federativo e a unidade gestora e está sendo cumprido em dia.