Radares começam a ser instalados nesta terça (31)


Criado em 30/03/2015

Avenida Humberto de Campos recebe o equipamento fixo em dois pontos e cidade contará também com radares móveis para ampliar segurança de motoristas e pedestres

A Estância Turística de Ribeirão Pires voltará a ter radares de velocidade e avanço de sinal (semáforo) nos próximos dias. A instalação dos equipamentos fixos, que serão localizados em dois pontos na Avenida Humberto de Campos, começam a ser instalados nesta terça-feira (31), podendo já passar a funcionar nos próximos dias.

A velocidade nessas vias vai diminuir de 60 km/h para 50 km/h. A placas serão alteradas nos próximos dias e faixas vão avisar a população com antecedência sobre essa mudança. "Por hora, os aparelhos só estão sendo instalados, ainda não vão autuar os condutores que ultrapassarem a velocidade permitida. Depois de instalados, precisarão ser aferidos e certificados pelo INMETRO. Após esse processo, a data de início de funcionamento será divulgada", explicou o secretário de Transportes e Trânsito, Rubens de Almeida Sousa.

Em breve, radares estáticos (conhecidos como "radar móvel") entrarão em funcionamento nas principais vias da cidade, como Avenida Prefeito Valdírio Prisco, Avenida Francisco Monteiro, Avenida Santo André e Avenida Kaethe Richers. Nessas avenidas a velocidade também vai ser diminuída de 60 km/h para 50 km/h. E em alguns pontos críticos, como na Avenida Santo André onde ocorre a travessia de muitos usuários da APRAESPI, ou na Avenida Francisco Monteiro, próximo ao destacamento da Polícia Militar, a velocidade deverá diminuir ainda mais, passando para 40 km/h. Também estão realizando outros estudos para a instalação de novos pontos de radares fixo na cidade.

"Todas essas mudanças são para beneficiar os condutores e os pedestres, oferecendo maior segurança. Quem segue as normas de trânsito e entende a importância de uma conscientização maior sobre práticas seguras, não será prejudicado. Os equipamentos são para punir quem infringir leis", afirmou o prefeito de Ribeirão Pires, Saulo Benevides.