Advansat investe R$ 4 milhões em nova unidade em Ribeirão Pires


Criado em 10/07/2013

Advansat investe R$ 4 milhões em nova unidade em Ribeirão Pires

Empresa do segmento tecnológico de antenas gera 100 empregos diretos e indiretos

A Advansat Telecom Supplier, empresa do ramo tecnológico de receptores de sinal, está de malas prontas para Ribeirão Pires. O Controller da indústria, Eduardo Matos Levado, confirmou investimento de R$ 4 milhões na nova matriz e implantação da unidade de montagem de produtos, armazenagem e distribuição.

A indústria adquiriu uma área de 6.500m² no Bairro Suíssa onde construirá em dois pisos. "Já estamos enviando (para a Prefeitura) o projeto arquitetônico para a construção de um galpão industrial de 9.800m², para a transferência de nossa Matriz e implantação de nossa unidade de montagem de produtos, armazenagem e distribuição", explicou Levado.

O executivo revelou que a empresa pesquisava uma área na região devido à facilidade de acesso à Rodovia Índio Tibiriçá e ao Trecho Leste do Rodoanel Mário Covas. "Estamos atuando forte no trabalho de atrair empresas e a Advansat encontrou na cidade de Ribeirão Pires todas as respostas as suas necessidades de produção e logística", disse o prefeito Saulo Benevides.

Eduardo Levado aponta a flexibilidade para distribuição, logística estratégica e possibilidades futuras para crescimento e desenvolvimento da empresa como pontos positivos essenciais para a escolha da cidade. "Em Ribeirão Pires nossa unidade efetuará as montagens dos kits já industrializados em outras unidades, antenas indoor digitais, antenas Log Digitais e Antenas parabólicas, complementando a armazenagem e distribuição aos nossos clientes em todo o território nacional", contou.

Com 100 colaboradores diretos e indiretos,o executivo da Advansat não esconde a satisfação com a escolha. "Estamos ansiosos e com grande expectativa para inicio da construção e instalação de nossa Unidade-Matriz", disse. "Atualmente geramos direta e indiretamente, 100 empregos", completou.

Estância tem projeto arrojado de criar mais de 6 mil novos postos de trabalho

Trabalho capitaniado pelo prefeito Saulo Benevides, que tem batido na porta das indústrias, já começa a dar resultados

O trabalho de formiguinha do prefeito Saulo Benevides, de bater na porta das empresas, já começa a dar resultados. Doze empresas de diversos segmentos compraram ou alugaram áreas na cidade. Existem ainda outras que já possuíam terrenos em Ribeirão e em conversa com o prefeito disseram estar se preparando para a instalação ou ampliação do parque fabril.

São indústrias nos segmentos de auto-peças, metalúrgica, alimentação, aço e supermercados. A previsão do município é criar 6 mil novos postos de trabalho nos próximos 3 anos e meio. "Não divulgamos nomes, pois os diretores nos pedem, mas em pouco tempo já teremos novas empresas na cidade", disse Saulo.

Diante a atual situação econômica do país e queda na arrecadação, Saulo tem se empenhado pessoalmente no trabalho de conquistar novas empresas para Ribeirão. "Não tenho preguiça. Vou às indústrias da cidade e de fora. Desde o começo do ano faço visitas, falo dos benefícios que Ribeirão tem a oferecer e mostro aos empresários as vantagens de se instalarem na cidade".

Além de visitar empresários de dentro e de fora do município, Saulo tem agendado encontros em seu gabinete para estreitar o relacionamento com as indústrias e comércios de Ribeirão. "Novas indústrias e empresas de serviço e comércio geram empregos, que geram renda que impulsiona a economia da cidade", lembrou o prefeito. "O efeito cascata só traz benefício para a cidade", afirmou.

Serviços

A Prefeitura de Ribeirão Pires está trabalhando em melhorias para garantir acesso em vias de toda a cidade. Serviços de tapa buraco e cascalhamento em pontos não asfaltados fazem parte do cronograma diário de serviços dos setores de Infraestrutura Urbana e Desenvolvimento Regional de Ouro Fino.

Muitas das áreas beneficiadas pelas manutenções são pólos industriais da cidade. O Poder Público municipal criou canal de diálogo com empresários para conhecer a demanda por melhorias. O transporte de matéria prima e a produção final são escoados por vias que estão listadas entre as prioritárias para receber os investimentos captados pela Prefeitura junto aos governos federal e estadual.

Esses investimentos são indispensáveis para garantir a produção das empresas instaladas na cidade, que geram emprego e renda aos moradores.

Cidade concede incentivos fiscais e diminui prazos para emissão de certidões

Como parte do projeto de atrair novas empresas para Ribeirão Pires, o prefeito Saulo Benevides já determinou algumas ações. Duas das principais tratam da redução no tempo de emissões de certidões e a nova lei de incentivos fiscais.

Entre as mudanças no atendimento aos empresários, que já podem ser observadas, está a desburocratização dos procedimentos para construção, ampliação e abertura de negócios. O tempo para emitir a certidão de uso de solo, por exemplo, foi reduzido. O processo que antes levava até 30 dias para ser concluído hoje pode ser feito em até 24h.

O prazo para a liberação de alvará de construção também caiu. Antes, o processo demorava em média um ano para ser finalizado. Hoje pode ser feito em até três meses. Essa redução de tempo foi permitida com a mudança do trâmite de aprovação. Plantas de até 10 mil metros quadrados podem ser liberadas pela Prefeitura. Até setembro de 2012, o processo dependia de autorização da Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo).

Atualmente, há cerca de 800 alvarás de funcionamento de comércios e de empresas liberados para retirada na Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Emprego e Renda - Rua Felipe Sabbag, 200 - 3º Andar - Shopping Garden. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 4828-5577.

Incentivos fiscais

A Prefeitura de Ribeirão Pires ampliou os incentivos fiscais para empresas prestadoras de serviços em alguns segmentos em que a arrecadação é nula, por não haver o tipo de empreendimento na cidade, ou que muito baixa. Aprovado pela Câmara Municipal, o projeto do Executivo reduz a base de cálculo do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN) em 41 tipos de serviços, desde informática, saúde, administração de cartão de crédito, entre outros.

"Atrair novos tipos de empresas ou mesmo ampliar a oferta de um mesmo tipo de serviço cria competitividade e permite crescimento na arrecadação do município, que no primeiro trimestre do ano ficou abaixo do esperado. Alguns serviços, como os referentes aos planos de saúde, tiveram redução da base de cálculo utilizada sobre o valor bruto do faturamento de 42% para 12,5%. Com isso, considerando a alíquota de 2%, esses serviços tiveram taxa reduzida de 0,84% para 0,25%. Não temos hoje na cidade empresa prestando este tipo de serviço, portanto o incentivo, além de ampliar a arrecadação, facilitará o dia a dia dos moradores".


Com localização privilegiada, Estância está na mira de novos investidores

Ribeirão Pires está localizada em ponto estratégico, próxima ao Porto de Santos (60 km) e a capital paulista (40km) - pelas rodovias Imigrantes e Anchieta. A facilidade de transporte de matéria prima e escoamento de produção garantida por sua posição geográfica e pelos recentes investimentos em infraestrutura fazem com que a cidade seja ainda mais vantajosa aos investidores.

Recentemente, a Estância também foi aproximada de importantes destinos, como o Aeroporto Internacional em Guarulhos e outros municípios da região metropolitana e interior do Estado, com a construção do Rodoanel Mário Covas. Novos investimentos em infraestrutura, por parte dos governos Estadual e Federal estão previstos para os próximos anos, colocando, definitivamente, a Estância na rota do desenvolvimento.


Panorama geral da cidade:

População: 113 mil habitantes (Censo 2010, IBGE).

Imóveis residenciais: 26.342

Imóveis comerciais: 2.101

Imóveis industriais: 463

Atividades econômicas: industrial, comercial, serviços, turística e rural.

Principais setores industriais: Bélico e metalúrgico.

Novos empreendimentos:

Agências bancárias - rede atacadista, rede de fast food, clínicas médicas e estética, entre outros. (10/07/2013)