Defesa Civil alerta para descarte correto de resíduos


Criado em 09/02/2015

Em Ribeirão Pires existem 33 áreas de risco de desmoronamento ou enchente.  Este dado foi apontado pelo mapeamento das áreas junto com o Plano Municipal de Redução de Riscos, realizada pelo IPT/SP (Instituto de Pesquisas Tecnológicas). Com base nestes dados, a Defesa Civil realiza uma vistoria periódica nos locais e alerta para que seja realizado o descarte correto dos resíduos, como entulhos, eletrodomésticos e móveis, além de colocar o lixo próximo ao horário da coleta.

"Isso ajuda a não potencializar o risco de enchentes. Percebemos um aumento desta prática. Temos em Ribeirão serviços com Cata Bagulho que dá suporte ao munícipe para retirada destes objetos. Observamos que a maior parte dos alagamentos que aconteciam na cidade eram causados por entupimentos de bocas de lobo, conhecidas como bueiros, gerados pelos próprios pedestres", disse Miguel Luis Filho, coordenador da Defesa Civil.

Vale lembrar em há pouco mais de um mês, equipes da Secretaria de Infraestrutura e da Defesa Civil fizeram a limpeza dos bueiros da região central. Do local foram retirados diversos objetos como pneus, colchões, galhos e madeiras.

“Até o momento, a Defesa Civil não teve nenhum registro de problemas mais sérios provando que a prevenção sempre é o melhor caminho. No balanço de atendimento tivemos muros caídos, barrancos desmoronados e árvores caídas, mas nenhuma ocorrência grave”, disse Miguel Luis.

Cidade preparada para enfrentar as chuvas

Ribeirão Pires realizou ações para que este período seja o mais tranquilo possível. Recentemente a Secretaria de Infraestrutura Urbana realizou a limpeza e desassoreamento de 18 mil metros lineares de córregos atingindo 23 córregos. Além disso, a Secretaria mantém uma máquina permanente no Rio Ribeirão Pires para fazer o desassoreamento. O serviço de limpeza de bueiro e limpeza das vias também está no cronograma diário e faz parte das ações de prevenção da secretaria.

A Defesa Civil trabalha desde novembro com PPDC 2014/2015 denominado "Operação Verão Seguro". O programa vai até 15 de abril e tem como objetivo a redução de riscos e prevenir desastres relacionados às chuvas de verão, principalmente nas áreas mais vulneráveis do município. O órgão colabora com diversas ações como o monitoramento através de pluviômetros do Cemaden. Ribeirão Pires conta com 14 estações de medição que foram instaladas nos seguintes bairros: Jardim Caçula, 4ª Divisão, Ouro Fino, Pilar Velho, Centro Alto, Colônia e Chácara Aliança, Santo Bertoldo, Jardim Sol Nascente, Jardim Ribeirão Pires, Parque Governador, Ouro Fino, Jardim Caçula e um último na sede da Defesa Civil no Centro Alto. São estações automáticas, semi-automáticas ou manuais.

Os dados vão direto para o monitoramento de chuvas em nível nacional. Se houver um alto índice de chuva, o Cemaden emite alerta para a Defesa Civil.

 

Os dados são enviados diariamente para a Defesa Civil do Estado. No período das chuvas a Defesa Civil fica em observação e monitoramento. Entra em estado de alerta se o nível de chuva de três dias ultrapassar os 100mm.