Prefeitura de Ribeirão Pires apresentou Programa Minha Casa Minha Vida no sábado


Criado em 26/01/2015

 

No último sábado (24) a Prefeitura de Ribeirão Pires apresentou à população detalhes do primeiro conjunto habitacional popular da cidade, destinado a beneficiar famílias de baixa renda.

O evento aconteceu na Avenida dos Manacás, s/nº, no Jardim Serrano e contou com a presença de 1.500 pessoas, segundo estimativa da Secretaria de Transportes e Trânsito.

“No último dia 19 foi meu aniversário, mas eu confesso que hoje estou muito mais feliz,  por estar aqui com vocês e por estar realizando o início do sonho de muitas famílias, que não tinham oportunidade de oferecer às suas família uma moradia digna”, disse o prefeito Saulo Benevides, logo na abertura do evento.

Em janeiro de 2014 foi feito o Chamamento Público para as construtoras apresentarem os projetos e a empresa Cronacon venceu a licitação, sendo homologada em abril de 2014 pela Caixa Econômica Federal.

O empreendimento, em uma área de 72.554 m2, terá 25 torres, no total de 580 apartamentos, divididos em dois condomínios.

Cada apartamento de 54 metros de área total, terá dois quartos, sala, cozinha, banheiro e varanda, além de estacionamento, portaria, salão de festas e playground.

Neste empreendimento, 100 apartamentos, todos no andar térreo, serão destinados a deficientes físicos e idosos e 34 apartamentos, em cumprimento à lei, já serão entregues com todos os requisitos de acessibilidade, como banheiros adaptados, barras de segurança e corrimões, por exemplo.

Após a entrega dos apartamentos, a construtora Cronacon tem o compromisso de, por um ano e meio, desenvolver trabalho social junto aos moradores, sobre como viver bem em condomínios fechados, tratando temas como descarte de lixo, poluição sonora e utilização das áreas comuns, entre outros assuntos.

A Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social fez um levantamento cadastral e identificou aproximadamente 1.500 famílias interessadas no programa, que tem como requisitos: renda mensal de até R$ 1.600,00; ser morador de área de risco no município, assentamentos voluntários e ocupações irregulares; idosos; mulheres que são “chefes de família”; pessoas que apresentem maior risco de vulnerabilidade. Em todos os casos, é preciso ser morador do município há pelo menos cinco anos.

Neste momento, a Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social está realizando a busca ativa dos inscritos, para confirmar quem se enquadra no programa. Quando forem definidas as pessoas que serão contempladas com um apartamento, a Secretaria de Assistência Social ainda manterá um cadastro de reserva com mais 30% de perfis de pessoas aprovadas, para que ocupem possíveis vagas restantes no empreendimento.

Vanessa Mello, moradora do Parque das Fontes, chegou cedo no evento e estava ansiosa pelo pronunciamento do prefeito Saulo Benevides. “Quando fiquei sabendo que teríamos o programa Minha Casa Minha Vida em Ribeirão Pires foi como uma luz no fim do túnel. Estamos contando os dias e torcendo para que nossa casa seja entregue logo” disse.

Viúva há três meses, Marilene Soares de Paula, reside na Vila Suissa e estava emocionada no evento. Disse que em um dos momentos mais difíceis que atravessa, esta notícia deu uma nova esperança e rumo à sua vida. “Ter minha casa própria é um sonho. Pago aluguel há mais de 40 anos e é um dinheiro sem volta. Será uma libertação para mim”, disse.

Além do programa Minha Casa Minha Vida, o prefeito também falou sobre a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação, que foi criada, principalmente, para efetivar a regularização de bairros que receberão, além de documentação, obras de saneamento, pavimentação e iluminação.

“Não dá mais para aceitar a população ficar na lama e na poeira”, disse o prefeito, reconhecendo a necessidade de regularização das áreas do Morro do Careca, Sítio Vianas e Jardim Serrano.

Após o pronunciamento do prefeito Saulo Benevides, a população teve oportunidade de obter mais informações e tirar dúvidas com a Secretária de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Dulcimara Alves de Lima e também com a Secretária de Assistência e Desenvolvimento Social, Sonia Garcia, que lembrou aos presentes a importância de terem seu CadÚnico atualizado, pois o documento será exigido para apresentação à Caixa Econômica Federal.