Maternidade do Hospital São Lucas está interditada desde o dia 12


Criado em 21/01/2015

Hospital e Maternidade São Lucas 2015

A Prefeitura de Ribeirão Pires, através da Secretaria de Saúde e Higiene, informa que o Centro Obstétrico do Hospital e Maternidade São Lucas continua interditado desde o dia 12 de janeiro, para conclusão de obras que já estão sendo realizadas na unidade.

As intervenções que já estão acontecendo não tiveram a necessidade da interdição, porém, do dia 12 até que as obras terminem, o Centro Cirúrgico não receberá novas gestantes.

A Secretaria de Saúde e Higiene recomenda que, para os partos de alto risco, as gestantes procurem o Hospital Dr. Radamés Nardini, por ser o hospital de referência na região. Para os demais partos, a gestante pode optar por procurar qualquer outro hospital público que seja de sua preferência.


A reforma que está sendo realizada na Maternidade São Lucas visa mantê-la sempre adequada a atender o programa “Rede Cegonha”, do governo federal, que visa, entre outros aspectos, assegurar às mulheres o direito ao planejamento reprodutivo e a atenção humanizada à gravidez, com o pré-natal, ao parto e ao puerpério, bem como assegurar às crianças o direito ao nascimento seguro e ao crescimento e desenvolvimento saudáveis.

O valor total do investimento nas obras é de R$ 249.979,85 (duzentos e quarenta e nove mil, novecentos e setenta e nove reais e oitenta e cinco centavos) de recursos oriundos do Ministério da Saúde.

A previsão de conclusão das obras é para o final do mês de janeiro.

O Hospital Dr. Radamés Nardini atende na Rua Regente Feijó, 166 – Vila Bocaina, em Mauá, próximo ao Supermercado Baronesa.