Ribeirão Pires oferece programa de Educação no Trânsito a escolas


Criado em 03/11/2014

Públicas ou particulares, as instituições podem agendar com a Secretaria de Transportes e Trânsito para que mini circuito, fantoches ou outros projetos cheguem aos alunos

A Prefeitura da Estância Turística de Ribeirão Pires, por meio da Secretaria de Transportes e Trânsito, está buscando maior amplitude do programa “Trânsito também é coisa de criança”. Além das escolas municipais e estaduais, escolas particulares do município também podem agendar para receber ações como o mini circuito, fantoches e outros projetos voltados para a conscientização dos alunos.

Orientados por Agentes de Trânsito, as crianças aprendem como é constituída uma cidade, como funciona a sinalização semafórica e como manter práticas saudáveis e seguras enquanto condutores e pedestres. “Todo o nosso projeto de Educação no Trânsito envolve atividades lúdicas que facilitam a compreensão. Crianças de dois a sete anos, que recebem a primeira formação sobre trânsito brincando, tornam-se multiplicadores do conhecimento”, afirmou o secretário de Transportes e Trânsito, Rubens de Almeida Sousa.

O Colégio particular ENAU já aderiu ao programa municipal. Ações com fantoches e mini circuito foram levados aos alunos do 1º ano e da educação infantil, com idade entre dois e seis anos, que aprendem brincando. “A aceitação é muito boa por parte das crianças e dos pais também, que chegam até nós elogiando a iniciativa e contando as experiências vivenciadas em casa. Eles passam a fiscalizar toda a família quando andam de carro”, explicou a professora do colégio, Aucina Miranda Eiras.

Para o próximo ano, a Secretaria de Transportes e Trânsito deverá levar ao ENAU o curso completo com 40 horas que forma multiplicadores. “Será um complemento ao conteúdo trabalhado em sala de aula que ampliará as possibilidades pedagógicas com atividades multidisciplinares. Uma vez por semana os alunos terão contato com os Agentes de Trânsito e usaremos esse material em outras aulas também”, contou outra professora do colégio, Fabiana Sé Nabas.

Atendimento escolar

Ensino Infantil: As ações ocorrem dentro do ambiente escolar ou no Espaço de Convivência de Educação para o Trânsito. Objetivo: envolver o aluno, com atividades pedagógicas e brincadeiras, para auxiliá-lo a assimilar os conhecimentos de trânsito, em uma concepção que faz da experiência lúdica uma forma privilegiada de expressão, interação e proteção da criança. Todas as escolas podem participar: redes municipal, estadual ou privada.

Ensino Fundamental: As ações ocorrem dentro do ambiente escolar ou no Espaço de Convivência de Educação para o Trânsito. As atividades são aplicadas de acordo com a faixa etária, respeitando o limite de aprendizagem de cada turma atendida. Tem por objetivo ampliar a visão e o conhecimento de trânsito, desenvolvendo orientações por meio do lúdico, do brincar e nas apresentações de teatros de fantoche e filmes. Todas as escolas podem participar: redes municipal, estadual ou privada.

Ensino Médio: As atividades, realizadas com grupos de adolescentes, são interativas e baseadas em debates e palestras, com participação de autoridades como Polícia Rodoviária Federal, SAMU, GCM, e outros parceiros. Tem por objetivo promover trocas de experiências e conhecimentos, esclarecer dúvidas e expor ideias e opiniões. Todas as escolas podem participar: redes municipal, estadual ou privada.

Ensino Superior: Serviço realizado exclusivamente na Semana Nacional do Trânsito. Organizado a partir do tema da campanha anual. Pauta-se em debate temático nas universidades com a presença de autoridades convidadas, como Polícia Rodoviária Federal, SAMU e GCM. Objetivo: estabelecer discussões reflexivas.

Agendamento pelo telefone (11) 4825-5083.

Mais informações também pelo e-mail: transito@ribeiraopires.sp.gov.br