Ribeirão Pires realiza Campanha de Prevenção à Hanseníase


Criado em 28/10/2014

Equipes da Saúde promovem até 31 de outubro palestras nas unidades da Atenção Básica

A Prefeitura de Ribeirão Pires, por meio da Secretaria de Saúde e Higiene, promove, até o dia 31 de outubro, a Campanha de Prevenção à Hanseníase. Desde o dia 21 deste mês, profissionais das Unidades de Saúde da Atenção Básica estão realizando palestras sobre a doença e distribuindo material informativo sobre sintomas, importância da prevenção, formas de contágio, diagnóstico e tratamento.

A hanseníase é uma doença transmitida por meio das vias respiratórias, pela tosse e/ou espirro, que atinge a pele e os nervos dos braços, mãos, pernas, pés, rosto, orelhas, olhos e nariz. Manchas avermelhadas, esbranquiçadas ou amarronzadas nessas áreas do corpo que não doem, como em casos de cortes ou queimaduras, não coçam e ficam dormentes, bem como o aparecimento de caroços e inchaços no corpo, podem ser sintomas da doença.

“O tempo entre o contágio e o aparecimento dos sintomas é longo. Pode variar de dois até mais de dez anos”, explicou a Coordenadora do Serviço de Atenção Especializada da cidade, Nanci Garrido Butin, que alerta. “Complicações mais severas causadas pela hanseníase, como deformidades físicas, podem ser evitadas com o diagnóstico e o tratamento precoce. O tratamento é feito com comprimidos diários, entre seis a 12 meses seguidos. Se seguido corretamente, a doença tem cura”, afirmou.

Ações permanentes – Serviço de Atenção Especializada

Prevenção e tratamento de doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), AIDS, hepatites virais, tuberculose e hanseníase são prioridades na área de saúde pública em Ribeirão Pires. O serviço é oferecido gratuitamente durante todo o ano pela Prefeitura no Serviço de Assistência Especializada (SAE), localizado à av. Francisco Monteiro, 205, na região central da cidade, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

O SAE abriga o Centro de Atendimento e Aconselhamento, que disponibiliza exames para HIV (AIDS), hepatites B e C, e sífilis.

As unidades de saúde da Atenção Básica e o SAE disponibilizam gratuitamente preservativos. Nos locais, os munícipes recebem ainda informações sobre prevenção. Além de prestar orientação em todas as unidades de saúde e no Centro, os munícipes podem recorrer ao Disque DST/AIDS, pelo telefone 0800-77-31661. O serviço, também do Programa Municipal DST/AIDS, esclarece dúvidas e passa informações sobre prevenção, locais para exame e tratamento.

Permanentemente, a Secretaria de Saúde e Higiene mantém ações educativas e de conscientização sobre a prevenção às doenças sexualmente transmissíveis. A distribuição de preservativos gratuitamente em pontos de grande concentração de jovens, como espaços de shows e comércios na região central da cidade, faz parte do trabalho desenvolvido.