13º Congresso de História do Grande ABC


Criado em 29/07/2014

Sem local definido para acontecer, os preparativos contam com encontros mensais onde serão definidos os trabalhos apresentados no evento

A Estância Turística de Ribeirão Pires já está se preparando para o 13º Congresso de História do Grande ABC que acontecerá em 2015. A cidade, que traz em sua história a passagem de indígenas e imigrantes de outros países e tem patrimônios históricos como a Capela do Pilar e a Fábrica de Sal, será palco de debates sobre os caminhos percorridos pela gente da região ao longo dos 514 anos de descobrimento do Brasil.

A proposta é mostrar o que a comunidade acadêmica está pesquisando sobre a região. “Vamos realizar encontros mensais, até a data de realização do congresso. Assim, definiremos de que forma esses trabalhos serão apresentados”, explicou o diretor de equipe da Secretaria de Cultura e Turismo, Gláucio Gonzales.

A meta é realizar os debates a partir de setembro ou início de outubro. O local que sediará o congresso ainda está sendo definido pela organização.

Além de debater os caminhos percorridos pelo povo do Grande ABC, o congresso deve trazer a tona também a necessidade de implantação de Arquivos Públicos nas sete cidades, determinação da Constituição brasileira. “Esses arquivos são necessários e ajudam na organização de documentos e do arquivo histórico que não pode ser considerado morto, precisa estar vivo e utilizável”, afirmou Gonzales.

“Também queremos destacar a importância do patrimônio cultural imaterial, como a Festa de Nossa Senhora do Pilar que acontece no município desde 1936. Fatos importantes para a história de Ribeirão Pires que precisam ser resgatados, discutidos e definidos de maneira consistente”, disse o secretário adjunto de Cultura e Turismo, Marcílio Duarte.

O 13º Congresso de História é oportunidade única para promover esse encontro de ideias, já que os debates são abertos ao público, formado principalmente por estudantes da área.