Verba federal para 70% do custeio do novo hospital


Criado em 10/07/2014

Chefe do Executivo ribeirãopirense solicitou apoio ao Ministério da Saúde para manter equipamento e recurso para viabilizar novos projetos

O prefeito da Estância Turística de Ribeirão Pires, Saulo Benevides, reuniu-se nesta quinta-feira, dia 10, com o Ministro da Saúde, Arthur Chioro, em Brasília. Em pauta durante o encontro, o Chefe do Executivo ribeirãopirense pleiteou recursos do Governo Federal para equipamentos e custeio do novo hospital municipal, que está sendo construído no bairro Santa Luzia.

“O Ministro da Saúde (Chioro) nos garantiu 70% do recurso necessário para custear mensalmente o novo hospital. O investimento municipal para manter o equipamento era o que mais nos preocupava. Somos uma referência em saúde e queremos modernizar cada vez mais o serviço da rede municipal, para promover as melhorias esperadas pela população. Esta parceria com o Governo Federal será fundamental nesse sentido”, explicou Benevides.

Além de solicitar recursos para o novo hospital, o prefeito, acompanhado pelo secretário de Saúde e Higiene da Estância, Koiti Takaki, e o secretário adjunto da pasta, Edinaldo Paulo dos Reis, pleiteou verba para complementar os recursos que o município já possui para construção de novo Centro de Especialidades Médicas. A Prefeitura transferiu o atendimento realizado no Centro para o Hospital e Maternidade São Lucas, até que a nova unidade seja construída.  Também foi solicitada verba para a construção de residências terapêuticas em imóveis próprios. As residências estão atualmente em imóveis locados.

“Nossa equipe trabalha na elaboração de novos projetos e na captação de recursos para ampliar a estrutura municipal de atendimento em saúde. Estamos empenhados em ações que vão desde a construção e reestruturação de nossas unidades até a qualificação dos profissionais da área para garantir qualidade nos serviços prestados”, explicou Takaki.

Sobre o novo hospital municipal – Localizado na Estrada da Colônia, entre os bairros Santa Clara e Santo Bertoldo, o novo hospital terá aproximadamente sete mil metros quadrados de área construída e 123 leitos, sendo 10 de UTI.

A unidade contará com laboratório de análises clínicas, centro cirúrgico obstétrico, maternidade, incluindo salas para parto humanizado, além de área para internação.