Trânsito grava campanha de conscientização sobre vagas exclusivas


Criado em 03/07/2014

Equipe da Prefeitura se mobilizou na manhã desta quinta-feira (3) para mostrar aos motoristas qual o impacto para um cadeirante quando alguém tira seu direito de estacionamento especial

As vagas reservadas aos deficientes com mobilidade reduzida, direito garantido por lei, nem sempre estão disponíveis e, muitas vezes, ocupadas por pessoas que não devem utilizá-las. Em Ribeirão Pires, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Transportes e Trânsito (STT), intensificou a fiscalização destas e também das vagas destinadas aos idosos. Nesta quinta-feira (3), uma campanha em vídeo foi gravada no Centro da cidade e resultou em uma atuação de conscientização para os motoristas que estavam no local.

Junto à equipe de gravação, funcionários da Prefeitura se passaram por cadeirantes e “estacionaram” suas cadeiras em vagas livres para a população do sistema de estacionamento rotativo. As câmeras registraram a reação dos motoristas por alguns minutos que, ao tentarem parar seus carros nos locais permitidos, não puderam o fazer.

“A nossa intenção é mostrar que, quando um direito nos é tirado, isso acaba nos afetando. É exatamente assim que um deficiente com mobilidade reduzida se sente quando tenta estacionar o carro e outro automóvel está ocupando seu local. Mesmo que seja por alguns minutos”, explicou o Secretário de Transportes e Trânsito, Rubens de Almeida Sousa.

As cenas foram gravadas e farão parte de material da campanha de educação no trânsito da STT, apresentado em palestras, aulas, cursos, disponíveis em plataforma online e também diretamente aos motoristas. “Nossa ideia é que os agentes de trânsito estejam sempre munidos com um tablet ou até mesmo usando um celular que possa exibir o vídeo. E isso será mostrado durante as orientações feitas para condutores”, completou Sousa.

Fiscalização intensificada

Com a campanha contra o uso indevido de vagas exclusivas, o número de autuações nos primeiros meses de 2014 dobrou em relação ao mesmo período no ano passado. Entre janeiro e maio de 2014, 125 motoristas foram autuados por estarem estacionados irregularmente em vaga exclusiva para idosos. O número de estacionados sem autorização em vagas para deficientes físicos é ainda maior, mais de 310 pessoas foram autuadas só neste ano.

Os idosos apoiam a fiscalização ostensiva. “As vagas facilitam para que eu não precise andar muito quando venho ao Centro para ir ao banco, farmácia ou ao médico. As pessoas precisam se colocar mais no nosso lugar. O respeito é essencial”, disse Claudio Carlos dos Santos, aposentado que passou a utilizar as vagas recentemente, ao completar 60 anos.

“O cartão não é um benefício para o automóvel e sim da pessoa. Ele pode utilizar o benefício quando está usando um táxi, por exemplo, ou de carona. Não é preciso ser habilitado para ter o benefício”, explicou o secretário Sousa.

Para obter o cartão do idoso ou a identificação para vagas de deficiente, interessados devem entrar em contato com a Secretaria de Transporte e Trânsito, localizada no Parque Pérola da Serra – Rua Diamantino de Oliveira, 220, Jardim Pastoril. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 4825-5083.