Ribeirão Pires recebe sinal verde para construção do Galpão de Triagem em Ouro Fino


Criado em 25/03/2013

Após aprovação da Cetesb, município executará obra com recurso oriundo do Fundo Estadual de Recursos Hídricos

A Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB) aprovou a viabilidade técnica e de custos da construção de Galpão de Triagem em Ouro Fino Paulista e aquisição de equipamentos para a ampliação da coleta seletiva em Ribeirão Pires. O projeto elaborado pela Prefeitura da Estância Turística de Ribeirão Pires foi indicado pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Alto Tietê (CBH-AT) para receber recursos do Fundo Estadual de Recursos Hídricos (FEHIDRO) na ordem de R$ 476.996,50, sendo R$ 372.057,27 oriundos do financiamento e R$ 104.939,23 de contrapartida municipal.

O galpão de 260 m² será construído em terreno localizado na Rua Fiorentino de Palatis, nº 34, na Vila Yara, em Ouro Fino Paulista. Além de abrigar a infraestrutura de triagem, no local, haverá espaço físico interno para a locomoção de equipamentos, área para recepção e expedição de materiais recicláveis, área para acondicionamento e armazenamento dos materiais beneficiados, espaço para movimentação de materiais e pessoas e ventilação apropriada. Serão construídos, também, escritório, refeitório e sanitários, ocupando uma área de, aproximadamente, 80 m².

Além das edificações, estão previstos no projeto a realização de palestras e peças teatrais, confecção de 20 mil folders para a etapa de educação e conscientização da população, e aquisição dos seguintes equipamentos: 10 mil sacos de ráfia para serem distribuídos à população; 40 big-bags de ráfia para armazenamento de materiais a serem reciclados; 20 carros metálicos para movimentação de big-bags; 2 prensas enfardadeiras; triturador de vidros; esteira para elevação de resíduos; esteira de triagem; funil alimentador de esteira; elevador de cargas; 5 carros de coleta de materiais; 3 conteineres de plástico; paleteira; balança eletrônica e mesa para triagem.

Estatísticas - Com base na população urbana do município - 113.043 habitantes -, apurada no Censo 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), estima-se a geração de resíduos sólidos domiciliares em 56,9 toneladas por dia. (25/03/2013)