Comitiva de Ribeirão conhece experiência de gestão de Chapecó (SC)


Criado em 22/02/2013

Moderno sistema de gestão de dados da cidade catarinense é modelo para projetos da Estância em economia de recursos e ampliação de investimentos

Nesta quarta-feira, dia 20, o prefeito de Ribeirão Pires, Saulo Benevides, visitou Chapecó, em Santa Cataria, para conhecer o sistema de gestão de dados utilizado pelo município. Acompanhado do Secretário de Governo, Koiti Takaki, e do vereador Hércules Giarola, que intermediou a visita, a comitiva de Ribeirão visitou o prédio da Prefeitura de Chapecó, que é a central do sistema de dados, além de conhecer laboratório de exames e a Cidade do Idoso.

"O sistema de gestão de dados adotado pela Prefeitura de Chapecó é um excelente exemplo de projeto de informatização que começou pela área da saúde, como pretendemos fazer aqui em Ribeirão, e funcionou tão bem que foi ampliado para todos os setores da administração. A experiência positiva de Chapecó é um indicador de que estamos no caminho certo", declarou o prefeito Saulo Benevides.

Com o sistema informatizado de dados, a Prefeitura de Chapecó tem controle, em tempo real, dos serviços prestados aos moradores, entre outras vantagens. Pacientes da rede municipal de saúde chapecoense, por exemplo, têm seus prontuários cadastrados no sistema.

Quando passam por uma unidade de saúde, as informações dos procedimentos de atendimento são disponibilizadas ao médico. Depois de examinar e fazer o diagnóstico, o profissional tem a possibilidade de conferir no sistema se o medicamento que irá prescrever ao paciente está disponível na rede, contribuindo com o controle dos recursos disponíveis.

A informatização do sistema permitiu redução de custos também no laboratório de exames. A coleta é feita na própria unidade de saúde e o paciente não precisa se deslocar até o laboratório. Os resultados dos exames voltam pelo sistema para a unidade, o que possibilitou economia com pessoal e até mesmo papel. O laboratório, que antes fazia até 4 mil exames mensalmente, tem capacidade para até 3 mil exames por dia.

"Outro ponto que visitamos e chamou muito nossa atenção foi a Cidade do Idoso. Pessoas da terceira idade recebem cuidado e atenção especial no local. Atendimento médico, atividades físicas, alimentação, recreação e atividades que integram os visitantes foram concentrados em um único espaço, garantindo qualidade de vida a essa população. Em pouco tempo, a cidade registrou queda no número de idosos que buscam medicação ou precisam de atendimento para doenças comuns e agravadas pela idade, como diabetes e hipertensão", explicou o Secretário de Governo, Koiti Takaki.

Para o vereador Hércules Giarola, conhecer de perto ações bem sucedidas em Chapecó contribuirá para o desenvolvimento de novos projetos para gestão pública, em especial área da saúde. "Com a gestão eficiente dos recursos, o valor investido para a informatização do sistema é recuperado e a economia gerada posteriormente possibilita ainda mais investimentos e melhorias necessárias", opinou o parlamentar, que também destacou a eficiência do sistema integrado de radares de trânsito, que registram infrações em tempo real, e o modelo de estacionamento de parquímetros, que também é digital.

Em Ribeirão Pires, a Prefeitura iniciou os estudos para informatização do sistema de dados do setor de saúde. (22/02/2013)