Prefeitura de Ribeirão Pires promove III Cãominhada


Criado em 24/03/2014

Profissionais do Centro de Controle de Zoonoses e voluntários percorram ruas da cidade com animais abrigados no Canil Municipal

No último sábado (22), a Prefeitura de Ribeirão Pires promoveu 3ª edição do Cãominhada, ação que incentiva a adoção e a posse responsável de cães e gatos. Funcionários e voluntários saíram, por volta das 9h, do Canil Municipal, localizado no Jardim Boa Sorte, e percorreram ruas da Estância com cachorros do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) rumo à Praça Central, onde foi realizada Feira de Doação.

Cerca de 150 pessoas passaram pelo evento e tiveram a chance de participar das atividades de conscientização sobre cuidados que os bichinhos de estimação necessitam. Ao todo foram adotados 17 cães e 6 gatos.

“A ideia de ações como esta é sensibilizar os moradores, fazê-los conhecer os animais que esperam pela chance de conseguir um novo lar. Além de ganhar uma companhia, quem adota um animal de estimação contribui para mudar a vida de um cão ou um gato”, afirmou o prefeito da Estância, Saulo Benevides.

Para adotar um animal, basta ter idade superior a 18 anos, apresentar documento de identidade e preencher ficha de adoção. Durante todo o ano, os moradores podem conhecer os pets abrigados pela Prefeitura à Rua Catharina Rios Giachelo, 185 – Jardim Boa Sorte – próximo ao Centro da cidade. O Canil funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Animais de estimação exigem cuidados especiais

Alguns cuidados são essenciais para manter um animal em boas condições dentro de casa ou em um apartamento. Passear com o pet usando sempre a coleira e guia, garantir uma casinha ou caminha confortável, limpa, abrigado da chuva e do sol são algumas tarefas que não podem ser esquecidas. Além disso, todos os animais precisam de ração de boa qualidade e água limpa e fresca, para evitar problemas de saúde.

Vale lembrar que abandono e maus tratos de animais são crimes com pena de detenção e multa, de acordo com a Lei Federal nº 9605/98, artigo 32.