Ribeirão Pires investe na qualificação profissional para geração de emprego e renda


Criado em 19/02/2014

Por meio do Centro de Formação Prof. Paulo Freire, Prefeitura oferece oportunidade para moradores ingressarem no mercado de trabalho

A Prefeitura de Ribeirão Pires trabalha para ampliar as oportunidades para jovens e adultos estarem melhores preparados para ingressar no mercado de trabalho. Por meio da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, o Centro de Formação Profissionalizante Professor Paulo Freire oferece diversos cursos gratuitos.

Em 2013, mais de 900 pessoas receberam certificado em diversas áreas de atuação, inclusive atividades artesanais. Somente no segundo semestre do ano passado, mais de 18 cursos foram oferecidos. Neste ano, o Centro abriu bagas para turmas de práticas administrativas, marcenaria artesanal, padaria artesanal, pintura artística de tecido, pintura decorativa, crochê, corte e costura, entre outros.

"Trabalhamos para que pessoas de baixa renda ou até de idade mais avançada tenham oportunidade de se prepararem para atuar em uma nova atividade. Com isso, abrimos o leque de opção de trabalho para esses moradores, que contribui para a geração de emprego e renda própria", declarou a secretária de Assistência e Desenvolvimento Social, Sonia Garcia.

Parcerias também garantem oportunidades

Em parceria com grupos e instituições, como Serviço Social do Transporte (SEST) e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SENAT), referente ao Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), mais de 20 moradores começaram curso de inglês no Centro de Formação Paulo Freire em fevereiro deste ano.

Outros dois cursos também fazem parte do Pronatec e da parceria entre Prefeitura, SEST e SENAT, já com matrículas realizadas e previsão de início em abril. Com 160 horas de carga horária, as aulas para operador de mini carregadeira formarão 25 alunos. O curso de arrumador e conferente de cargas também formará mais 25 profissionais.

Abordando conceitos teóricos e práticos, 84 horas dos cursos são destinadas para habilidades básicas (inserção no mercado de trabalho, elaboração de currículo, como se comportar durante entrevistas, entre outros) e o restante da carga horária - 76 horas - são voltadas ao conteúdo prático. Os alunos recebem vale transporte (ida e volta), alimentação (kit diário composto por lanche, suco/achocolatado e fruta/cereal) e material didático.

Outra parceria realizada pela Prefeitura é com o Centro de Formação e Integração Social de São Bernardo do Campo (Camp SBC), em setembro do ano passado, que já beneficiou 50 jovens aprendizes da Estância. O Camp SBC atende jovens em vulnerabilidade social e promove a cidadania através de Programas de Assistência Social, como o Curso de Formação Básica para o Trabalho (FBT). Este ano, 116 alunos já estão matriculados para as três turmas.

"Empresas da cidade e região disponibilizam vagas que muitas vezes não são preenchidas por falta de candidatos aptos a executar as atividades do cargo. Por meio de parceria com instituições respeitadas, ampliamos a quantidade de cursos de qualificação de mão de obra gratuitos promovidos na cidade. A profissionalização aumenta as chances de quem busca emprego e contribui para atender a demanda das empresas", declarou o prefeito da Estância, Saulo Benevides.

Mais informações sobre os cursos oferecidos pelo Centro de Formação Profissionalizante Paulo Freire podem ser obtidas pelo telefone 4827-8555. (19-02-2014)