Transporte de pacientes é normalizado em Ribeirão Pires


Criado em 08/02/2013

Até que processos de compra de novos veículos sejam finalizados, Prefeitura firmou contrato emergencial para suprir demanda.

O transporte de pacientes da rede municipal de saúde de Ribeirão Pires foi normalizado pela Prefeitura. Por meio de contrato emergencial, desde o dia 1º de fevereiro o município fez a locação de três veículos, dois básicos e um UTI. Novas ambulâncias estão sendo adquiridas pela Prefeitura para substituir os veículos locados e atender a demanda por transporte.

Até o final do ano passado, a Central de Ambulâncias do município contava, além dos veículos próprios, com três veículos locados. A vigência do contrato era até o final de dezembro. No final de janeiro deste ano, a Prefeitura determinou cancelamento de licitação para novo contrato de locação de ambulâncias. O processo, aberto na gestão passada, estava travado por ordem judicial.

Para não causar prejuízo aos pacientes, além de anular a licitação emperrada, o prefeito Saulo Benevides determinou a compra de duas novas ambulâncias, que darão apoio para os veículos que já são do município. Atualmente, a Central de Ambulâncias da Prefeitura possui três veículos.

Estão em andamento os processos para a aquisição de uma ambulância básica e uma UTI. O objetivo é adquirir, em primeiro momento, quatro veículos, somando sete ambulâncias ao final das aquisições. Mensalmente, a Central de Ambulâncias realiza, em média, cerca de 4.500 transportes.

O contrato emergencial, que possui duração de três meses e pode ser renovado, caso necessário, foi uma alternativa para manter a prestação de serviço por transporte de pacientes entre unidades de saúde - transporte inter-hospitalar - e para chamados de emergência até que o processo de compra se concretize. Isso porque o número de ambulâncias que a cidade possui atualmente não é o ideal para a demanda.

Outra ação do Executivo foi o imediato conserto das ambulâncias próprias, que apresentavam problemas mecânicos. Com o serviço, as ambulâncias voltaram a circular todas as mesmo tempo garantindo o melhor serviço à população. (08/02/2013)