Bloco da Saúde de Ribeirão Pires promove conscientização sobre DSTs/AIDS


Criado em 14/02/2014

Equipes da secretaria de Saúde e Higiene e colaboradores distribuirão preservativos e panfletos informativos aos participantes

Nesta sexta-feira, dia 21, o Bloco da Saúde percorrerá vias do Centro de Ribeirão Pires. No ritmo do Carnaval, profissionais da Prefeitura levarão informações sobre prevenção às doenças sexualmente transmissíveis ? DSTs/AIDS/Hepatites Virais, além de distribuir preservativos e divulgar os serviços de testagem e tratamento disponíveis gratuitamente na rede. A concentração do Bloco acontecerá às 17h, na Praça Central da cidade.

As equipes da Secretaria de Saúde e Higiene e os foliões percorrerão trajeto que inclui as ruas do Comércio, Afrânio Peixoto, João Domingues de Oliveira e Boa Vista. O Bloco da Saúde contará com a apresentação do cantor e agente de saúde Luiz Grande, que cantará marchinhas tradicionais do Carnaval e composições próprias sobre a importância de prevenir a transmissão das DSTs com o uso de preservativo.

"A AIDS tem tratamento que garante maior sobrevida aos pacientes, mas ainda não tem cura. Por isso é importante o uso de camisinha, prevenindo, além da AIDS, outras doenças sexualmente transmissíveis, como a sífilis, as hepatites virais, herpes genital e até mesmo a gravidez não planejada", alertou a gerente de Infectologia da Secretaria de Saúde da cidade, Nanci Garrido Butin.

O Bloco da Saúde é uma campanha promovida anualmente pela Secretaria de Saúde e Higiene da Prefeitura. O principal objetivo da ação é estimular o uso do preservativo, bem como a busca pela realização do diagnóstico de HIV, sífilis e hepatites. De acordo com dados do departamento de Infectologia da cidade, apesar do elevado conhecimento da população sobre o preservativo como o método mais eficaz para a prevenção ao HIV e as outras DST (98% da população), depois da primeira relação sexual o uso da camisinha cai de 61% para 50% nas relações sexuais com parceiros casuais.

"O desafio é fazer com que as pessoas adotem a mesma prática, até mesmo nas relações estáveis. Todas as pessoas sexualmente ativas que não usam camisinha estão sujeitas às DSTs, independente de classe social, idade, nível de escolaridade, e número de parceiros e orientação sexual", afirmou Nanci.

Ações permanentes - Serviço de Atenção Especializada

Prevenção e tratamento de doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), AIDS, hepatites virais, tuberculose e hanseníase são prioridades na área de saúde pública em Ribeirão Pires. O serviço é oferecido gratuitamente durante todo o ano pela Prefeitura no Serviço de Assistência Especializada (SAE), localizado à av. Francisco Monteiro, 205, na região central da cidade, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

O SAE abriga o Centro de Atendimento e Aconselhamento, que disponibiliza exames para HIV (AIDS), hepatites B e C, e sífilis.

As unidades de saúde da Atenção Básica e o SAE disponibilizam gratuitamente preservativos. Nos locais, os munícipes recebem ainda informações sobre prevenção. Além de prestar orientação em todas as unidades de saúde e no SAE, os munícipes podem recorrer ao Disque DST/AIDS, pelo telefone 0800-77-31661. O serviço, também do Programa Municipal DST/AIDS, esclarece dúvidas e passa informações sobre prevenção, locais para exame e tratamento.

Permanentemente, a Secretaria de Saúde e Higiene mantém ações educativas e de conscientização sobre a prevenção às doenças sexualmente transmissíveis. A distribuição de preservativos gratuitamente em pontos de grande concentração de jovens, como espaços de shows e comércios na região central da cidade, faz parte do trabalho desenvolvido. (14-02-2014)