Empresários de Ribeirão Pires apresentam demandas por melhorias em evento para networking


Criado em 12/02/2014

Durante encontro promovido pela ACIARP, empreendedores discutiram ações necessárias para ampliar negócios

A Prefeitura de Ribeirão Pires participou, na manhã desta quarta-feira, dia 12, do Café Networking, evento promovido pela Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Ribeirão Pires (ACIARP). Durante o encontro, cerca de 40 empresários apresentaram reivindicações, como propostas para superar as limitações da rede de Internet do município. Os participantes também trocaram contatos, como forma de conhecerem novos fornecedores e prestadores de serviços, além de fomentarem os negócios.

"Este é nosso primeiro networking, que contribui para que empresários aumentem sua clientela. Temos grande satisfação em recebê-los e conhecer também suas dificuldades, como em relação ao sistema de Internet", afirmou Gerardo Sauter, presidente da ACIARP, que trabalha em parceria com a Prefeitura para receber as reivindicações apresentadas.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico da cidade, Paulo Silotti, a partir da demanda dos empresários, a Prefeitura tem condições de propor projetos para viabilizar o desenvolvimento das atividades econômicas no município. "Temos que estar atentos e sermos parceiros dos investidores, que geram emprego e renda para nossos moradores. Esse trabalho foi colocado como prioridade pelo prefeito Saulo (Benevides) e vem apresentando importantes resultados, com a chegada de novos negócios", declarou.

Empreendedores de diversos ramos participaram do evento, entre eles gastronômico, de comunicação, contabilidade e tecnologia da informação. A ACIARP solicitou que todas as reivindicações, principalmente sobre Internet, sejam registradas pelos comércios, indústrias e prestadores de serviço.

Também presente no evento, o secretário de Assuntos Estratégicos da Estância, Carlos Lima, explicou a importância da manifestação dos empresários sobre as limitações da rede.  "É de extrema importância que a sociedade civil dê força ao Poder Público para desenvolver e captar recursos para projetos que garantam infraestrutura de rede ótica de comunicação integrada com as outras cidades. Com isso, o município passa a fornecer um conjunto de serviços e funcionalidades em ambiente seguro, de alta performance e de alta disponibilidade", explicou Lima.

"Além de contemplar os empreendimentos já instalados na cidade, essa também é uma oportunidade de mudar a matriz econômica do município, agregando outros setores possíveis de serem implantados em áreas de proteção aos mananciais", finalizou o secretário.

Os participantes aprovaram a iniciativa. "Este evento é uma excelente oportunidade para trocarmos informação. Temos que somar esforços para atrair novos negócios e contribuir com o desenvolvimento da cidade", opinou Mariza Labrada, coordenadora de projetos do Instituto Acqua. (12-02-2014)