Ribeirão Pires inicia estudo de preservação das ruínas da Fábrica de Sal


Criado em 05/02/2014

A Prefeitura da Estância Turística de Ribeirão Pires, por meio da Secretaria de Assuntos Estratégicos e Assuntos Jurídicos, recebeu o aval do Conselho Municipal de Patrimônio Histórico Cultural do município, durante reunião extraordinária realizada na manhã de sábado (1º), para realizar estudos técnicos que viabilizem a preservação das ruínas da Fábrica de Sal. A proposta se desenvolverá em três etapas: estudo técnico de engenharia e arquitetura, a descaracterização do que não faz parte da construção original e a definição do melhor uso do espaço.

"Precisamos resgatar pontos de referência histórica cultural para fortalecer o papel de estância turística que Ribeirão Pires possui. Com o projeto de preservação das ruínas da Fábrica de Sal concluído já solucionaremos duas questões primordiais: segurança e saúde pública", explicou o secretário de Assuntos Estratégicos, Carlos Lima. A ideia é promover o tombamento de toda a edificação original, uma vez que, atualmente, apenas a chaminé é tombada.

Para o presidente do Conselho Municipal de Patrimônio Histórico Cultural de Ribeirão Pires, Maurício Tintori Piqueira, este é o primeiro passo que o município dá em direção à preservação e ao resgate histórico de outros patrimônios que estão em situação similar. "Na próxima reunião do Conselho, vamos eleger uma comissão para acompanhar o trabalho da Prefeitura desde o início do projeto até a sua execução", afirmou Piqueira. (05-02-2014)