Trânsito mais consciente em Ribeirão Pires


Criado em 18/05/2017

Ações da Educação no Trânsito dão continuidade à Campanha Maio Amarelo com crianças da rede pública e bloqueios educativos

Na última quarta-feira (17), os alunos da Escola Municipal Yoshihiko Narita, de Ribeirão Pires, participaram de mais uma etapa do projeto “Aprender a ser passageiro”, que trabalha a conscientização para boas práticas em relação ao pedestre e o condutor. Com demonstração prática, as crianças tiveram aulas sobre equipamentos corretos para ciclismo e ganharam cartilha do ciclista consciente.

Cerca de 50 alunos do 3º ano, com idade entre sete e oito anos, fazem parte do projeto que também já os levou para conhecer o funcionamento de empresa de ônibus. O objetivo desta e de outras ações é transformá-los em multiplicadores do conhecimento e, com isso, atingir toda a família.

Professora da rede pública de Ribeirão Pires desde fevereiro, Alcione Bezerra Gama está acompanhando de perto o trabalho da Educação no Trânsito na Escola Yoshihiko Narita. “Trabalhei na rede estadual, atuando em Mauá, e nunca vi nada parecido com os moldes que estou vendo em Ribeirão. É realmente impressionante”, afirmou a professora.

Durante a visita a Rigras, os alunos puderam conhecer o funcionamento do ônibus e da empresa, ver o veículo por baixo e participar de uma sessão de lavagem. Para Richard Ryan Santos da Silva, de oito anos, a chance de matar a curiosidade sobre a empresa foi transformadora. “Eu nunca tinha visto um ônibus andando embaixo dele. Vou contar para toda a minha família como é por baixo”, declarou o aluno.

Bloqueios educativos do Maio Amarelo

O Movimento Maio Amarelo trabalha a proposta de chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo. Em Ribeirão Pires, as ações voltadas para essa consciência acontecem durante todo o ano, mas são intensificadas durante este mês. Entre as atividades propostas, bloqueios educativos pela cidade ajudam na expansão destes conhecimentos. As datas e os locais desta ação não serão divulgados com antecedência.

“Procuramos trabalhar a prevenção para todas as faixas etárias da nossa população, por isso trabalhamos nas escolas, nas empresas, em instituições e, principalmente, nas ruas”, afirmou o secretário de Transportes e Trânsito, José Adão Alves. “Em conjunto com outras autoridades, começamos a realizar bloqueios educativos nas vias que, segundo estudos, apresentam maior índice de acidentes de trânsito. O bloqueio educativo é uma ação surpresa em ruas e avenidas da cidade no qual os condutores são abordados pelas autoridades”, explicou o secretário de Transportes e Trânsito.