Entidades são eleitas para Conselho Deliberativo do Fundo Social


Criado em 22/03/2017

APRAESPI, ARIS, Centro Ribeirão Pires de Desenvolvimento e Associação Viva Bem a Idade que Tem foram eleitas na última terça-feira (21)

Os novos integrantes do Conselho Deliberativo do Fundo Social de Solidariedade de Ribeirão Pires (2017-2020) foram eleitos nesta terça-feira (21). “A participação da sociedade civil no Conselho do Fundo Social de Solidariedade garante a efetividade das ações e a transparência necessária”, explicou a primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade de Ribeirão Pires, Flávia Dotto.

Para representar a sociedade civil organizada no conselho deliberativo do Fundo Social de Solidariedade foram eleitos: Associação de Prevenção, Atendimento Especializado e Inclusão da Pessoa com Deficiência de Ribeirão Pires - APRAESPI, Centro Ribeirão Pires de Desenvolvimento, Associação Ribeirãopirense Integração Social - ARIS e Associação Viva Bem a Idade que Tem. As entidades devem indicar os nomes dos titulares e suplentes nos próximos 15 dias para publicação oficial, juntamente com as indicações do poder público municipal.

Vanessa Marchesini Moretti de Almeida, diretora da OSCIP Centro Ribeirão Pires de Desenvolvimento, localizada na Vila Sueli, que completou um ano recentemente, acredita que a formação do conselho é um facilitador para o diálogo das entidades sociais com o poder público. “Atuamos há pouco tempo com ações voltadas para a família. Uma vez que podemos contar com a Prefeitura, o nosso trabalho fica menos burocrático”.

Valdir Rigout, presidente da Associação Santana Crianças de Ribeirão Pires, existente há 16 anos, acredita ser um avanço a eleição do conselho deliberativo. “Unir o conhecimento das entidades com o poder público beneficia diretamente quem mais precisa: a população em situação de vulnerabilidade social”. Localizada no bairro Santana, a Associação promove o acolhimento de adolescentes encaminhados por questões judiciais.