Prefeito Adler Teixeira recebe crianças no retorno às aulas em Ribeirão Pires


Criado em 09/02/2017

Alunos, pais e funcionários da Escola Municipal Herbert José de Souza, do período da manhã, foram recepcionados pela equipe da Secretaria de Educação, Inclusão, Cultura e Tecnologia

 

Nesta quinta-feira, dia 9, cerca de nove mil alunos das 33 escolas da rede municipal de ensino de Ribeirão Pires retornaram às aulas. A equipe de gestores da Secretaria de Educação, Inclusão, Cultura e Tecnologia da cidade recepcionaram os estudantes. Nesta manhã, o prefeito da Estância, Adler Teixeira – Kiko, recebeu pais e alunos da Escola Municipal Herbert José de Souza, no Jardim Caçula. A unidade de ensino, que conta com 73 profissionais, sendo 55 professores, atende 260 crianças com idade entre um até cinco anos, em período parcial e integral.

A diretora da escola, Terezinha Jesus de Matos Silva, falou ao chefe do executivo ribeirãopirense sobre os desafios já enfrentados pela equipe para garantir o bom funcionamento da unidade. “Este é um bairro com muitas dificuldades. Precisamos sempre trabalhar em parceria com a comunidade e aceitar as mudanças necessárias. Uma escola melhor organizada é uma escola melhor disciplinada”, afirmou Terezinha, que comentou a participação do prefeito no retorno às aulas. “Deu pra perceber a simplicidade do grupo. São jovens com experiência que estão na Prefeitura, com boa vontade. Temos muita esperança de que façam a diferença”, comentou.

“Temos o compromisso de estarmos cada vez mais próximos de cada um dos estudantes e seus pais e mães, ouvindo suas demandas, para oferecer ensino de qualidade. Estamos empenhados para que esta seja uma administração digna e que represente os anseios de cada um de nossos moradores”, declarou Kiko.

A moradora do bairro, Jéssica Ribeiro, de 22 anos, demonstrou emoção ao deixar pela primeira vez seu filho, João Lucas, de um ano, na escola. “Ele sempre fica bastante comigo, mas sei que a creche é muito importante”, disse a jovem, atualmente desempregada e que busca recolocação no mercado de trabalho. “A partir de segunda-feira vou voltar a procurar emprego”, afirmou.

Gisele Ferreira, de 38 anos, também busca recolocação no mercado, como empreendedora. Nos últimos dois anos, a moradora se dedicou ao filho Davi, que foi para a escola pela primeira vez nesta manhã. “Dá um apertinho no coração, mas confio na escola. Preciso trabalhar para ajudar meu marido na construção de nossa casa”, disse Gisele, que é autônoma.

 

A secretária de Educação da cidade, Flávia Banwart, deu as boas vindas aos alunos, pais e equipe da escola e agradeceu a todos pela participação. “Vamos manter as portas de nossas escolas sempre abertas para que vocês, pais, acompanhem de perto todo o processo de ensino de seus filhos. Não pouparemos esforços para que nossas crianças tenham o desenvolvimento garantido, para que possamos formar os novos cidadãos de nossa cidade”, afirmou.