Maio Amarelo - Terceiro ano consecutivo


Criado em 26/04/2016

Movimento de adesão livre, o intuito é chamar atenção da sociedade para o alto índice de mortos e feridos em acidentes de trânsito

Pelo terceiro ano seguido, a cidade de Ribeirão Pires, por meio da Secretaria de Transporte e Trânsito (STT), participará do movimento internacional “Maio Amarelo – Atenção pela vida”. Desde 2014, quando o município foi inscrito pela primeira vez, muitas ações já foram realizadas para atingir o objetivo do movimento: a redução dos acidentes que resultam em feridos e mortos.

A primeira ação na cidade tem início já no dia 3 de maio, por meio do Programa Municipal de Educação para o Trânsito, com o lançamento do curso “Trânsito também é coisa de criança – especial Maio Amarelo”, na Escola Municipal de Educação Infantil Tia Mariinha, na Vila Nova Suissa. Aproximadamente, 150 alunos de quatro a cinco anos participarão de atividades semanalmente sobre reflexões de trânsito para a formação de cidadãos mais gentis e responsáveis para ocuparem as vias. Outra finalidade desta ação é que estes alunos possam ser agentes multiplicadores da educação para o trânsito dentro dos próprios núcleos familiares.

Já na Escola Municipal Engenheiro Carlos Rohm, iniciará, no próximo dia 11 de maio, uma jornada de educação para o trânsito com aproximadamente 300 alunos do primeiro e do segundo ano. Trabalhos sobre reflexão com o Movimento Maio Amarelo serão desenvolvidos até setembro, quando é comemorado o Dia Nacional do Trânsito (25/09).

Ciclo Trânsito

Para fortalecer o trabalho de prevenção de acidentes, a STT também esta retomando o projeto Ciclo Trânsito que aconteceu na cidade entre 2013 e 2014. “Se o uso de bicicleta está aumentando na cidade, então o órgão de trânsito também tem que se adequar”, opinou o secretário da pasta, Miguel Luís Filho. “Nossa meta é educar em operações pedagógicas especiais”, declarou.

Montados em bicicletas equipadas e caracterizadas, os agentes de trânsito ciclistas circularão em pontos de tráfego intenso, como Avenida Francisco Monteiro e Prefeito Valdírio Prisco. Com a bicicleta, eles também ganharão agilidade no deslocamento e chegarão de forma mais rápida às ocorrências. O projeto objetiva ter uma abordagem educativa diferenciada e também emergencial, como a realização constante de travessia de pedestres.

“Além disso, estamos estimulando o uso do transporte alternativo e atendendo um pedido dos ciclistas, que é de acompanhar as principais dificuldades enfrentadas em meio ao trânsito da cidade e educar os motoristas”, finalizou Miguel Luís Filho.

Outras iniciativas serão levadas adiante pela equipe de agentes de trânsito, que intensificaram os trabalhos educativos dentro da rotina de trabalho, como a realização de bloqueios em pontos específicos da cidade e travessia de pedestres.

O Maio Amarelo não é uma campanha. Trata-se de um movimento de adesão livre, com o intuito de chamar a atenção para a situação do trânsito atual. Seguindo o exemplo do “Outubro Rosa” e do “Novembro Azul”, o movimento internacional tem como slogan “Maio Amarelo, Atenção pela Vida”, pretendendo despertar na sociedade atitudes de reflexão e estimular atividades concretas que levem ao um comportamento mais seguro nas ruas, estradas e rodovias.