Programas educacionais para 2016


Criado em 15/03/2016

Secretaria de Educação desenvolveu os projetos em conjunto com outras Secretarias do município

Na manhã da última sexta-feira (11) a Secretaria de Educação, Inclusão, Cultura e Tecnologia (SEIT) de Ribeirão Pires apresentou os programas educacionais para 2016 em conjunto com a Secretaria de Transporte e Trânsito (STT), Guarda Civil Municipal (GCM) e a Defesa Civil Municipal. O evento realizado na E. M. Comendador Abdalla Chiedde contou com a presença de secretários, diretores, professores e alunos.

Todos os programas apresentados pelas Secretarias receberam orientação da Secretaria de Educação e passaram pelas alterações e adaptações necessárias para serem aplicados nas escolas da rede de ensino municipal em 2016. Todo o zelo e cuidado apresentado pela Secretaria se deu por meses, durante a elaboração dos programas, para que as crianças recebam o ensino dos diferentes temas de maneira lúdica, de acordo com sua faixa etária e com qualidade.

Os programas “Educação para o Trânsito”, “Educação da Defesa Civil” e a “Turminha da Guarda” terão como objetivo trabalhar com os alunos da rede municipal os conceitos de segurança pública, mobilidade urbana e prevenção de risco. Estas propostas fazem parte de um processo importante de construção de saberes, que inicia na Educação Infantil como forma de promoção de vida e do bem estar de todos que se estende por toda a vida.

Para a secretária de educação, Dalva Sensato, estes projetos são eficazes por trabalharem de maneira lúdica de acordo com faixa etária de cada escola. “Trabalhar com mecanismos de prevenção por meio da educação é de suma importância, pois o ambiente escolar é, antes de tudo, locais que favorecem o aprendizado e a propagação dos temas”, contou.

Além destes programas educacionais, as três equipes foram desafiadas a trabalharem de forma integrada para orientar o corpo docente e os alunos sobre o perigo eminente do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, da febre chikunguya e zíka vírus. Estas ações consistem em palestras, peças teatrais, fantoches, materiais informativos, cartazes, atividades lúdicas, oficinas e mutirões nas ruas. O projeto faz parte do aniversário de emancipação do município de Ribeirão Pires.

Programas


Educação contra o Aedes Aegypti - O projeto deu-se início em 19 de fevereiro e seguirá durante todo o decorrer do ano letivo. No aniversário de emancipação do município de Ribeirão Pires, o dia será considerado o "Dia D" da Educação no combate ao Aedes Aegypti, onde todas as escolas estarão realizando inúmeras ações envolvendo professores, alunos, pais, responsáveis e a comunidade local.

Cada diretor, em conjunto com a Secretaria de Educação e o corpo docente de ensino, criou seu cronograma de acordo com a faixa etária de cada unidade escolar. As atividades consistem em palestras, atividades lúdicas, confecção de cartazes, oficinas e distribuição de folhetos explicativos. Além das ações internas, as escolas também estão envolvendo a comunidade local no trabalho de conscientização e combate aos possíveis focos do mosquito Aedes Aegypti.

Para auxiliar e fortalecer o trabalho idealizado pela Secretaria de Educação, outras Secretarias do município estão apoiando o trabalho de conscientização das crianças matriculadas na rede municipal de ensino. Ribeirão Pires foi a primeira cidade da região a criar um projeto envolvendo todas as escolas municipais no combate ao Aedes Aegypti.


Educação para o trânsito - O trabalho desenvolvido pela Secretaria de Transporte e Trânsito (STT) se propõe com a inclusão da educação para o trânsito que deve acontecer a partir da educação infantil e nos primeiros anos do ensino fundamental, pois nesta faixa etária o aprendizado é mais eficaz, garantindo que o aluno cresça com consciência para um comportamento no trânsito mais humanizado.

O projeto direcionado para os alunos da educação infantil e ensino fundamental é mantido em parceria com a Secretaria de Educação, Inclusão, Cultura e Tecnologia (SEIT), fortalecendo a ampliação dos eixos temáticos “aprender a ser pedestre”, “aprender a ser passageiro”, “aprender a ser ciclista”, “aprender a ser condutor” e “aprender a ser motociclista”.

Em 2016 o Programa de Educação para o Trânsito vai realizar o Projeto “Trânsito na Escola” na unidade I da E.M. Eng. Carlos Rhon. O Projeto “Maio Amarelo” vai acontecer nas Escolas Municipais Tia Mariinha e Eng. Carlos Rhon – unidade II. E o projeto “Trânsito também é coisa de criança” acontece em várias escolas da rede. E também continua com as visitas monitoradas à Empresa Rigras, dentro do eixo temático aprender a ser passageiro. Desde 2013 o Educação para o trânsito já atendeu aproximadamente cinco mil alunos no município.


Educação da Defesa Civil - Para contribuir com o crescimento e desenvolvimento positivo da criança, a Defesa Civil se propõem a transpassar conceitos básicos de cidadania, cooperativismo, respeito, solidariedade, igualdade, fora os conceitos básicos de primeiros socorros, abrigos de chuvas, enchentes, deslizamentos e poluição (lixo).

Sendo assim, a equipe de Educação da Defesa Civil foi criada em 2015 para atuar com o público infantil, com auxilio da equipe de Educação para o Trânsito com novas estratégias pedagógicas de atendimento. No segundo semestre de 2015 o teatro de fantoches da Defesa Civil percorreu algumas escolas do município levando de forma lúdica a proposta de prevenção de risco, ressaltando a importância da preservação do meio ambiente, da fauna e da flora nativa.

Para 2016, a Educação da Defesa Civil se mobilizará para conscientizar sobre o mosquito Aedes Aegypit. A equipe trabalhará com ações preventivas dentro das escolas com o objetivo de eliminar criadores. O grupo está atuando nas escolas municipais com crianças de 4 a 12 anos com a peça “Todos juntos contra o Aedes Aegypti”, através do teatro infantil que utiliza recursos lúdicos para instruir as crianças sobre os motivos pelo qual há preocupação com este mosquito e as doenças que transmite.


Turminha da Guarda - Desde 2014, a Turminha da Guarda atua nas escolas da rede municipal por meio do teatro de fantoches com temas significativos do mundo atual. Entre eles, a preservação do meio ambiente, o uso racional da água, e, recentemente já se atentando para os perigos dos vírus transmitidos pelo mosquito Aedes Aegypti, realizaram a peça da “Dengue”, que foi apresentada no “Festival do Chocolate”.

Um dos objetivos do projeto é aproximar a corporação dos munícipes, em especial aos pais e alunos, como também diretores, professores e funcionários da escola. Criando o fortalecimento do vínculo com a sociedade, proporcionando um círculo de confiança e a sensação de segurança na cidade.

Para este ano, a Turminha da Guarda projetou uma série de ações inovadoras para levar as escolas de educação infantil e ensino fundamental uma apresentação sistemática da corporação e suas funções na cidade. O objetivo é trabalhar com as crianças que estão no início da fase de alfabetização, ensinando as letrinhas G, C e M para posteriormente apresentar o significado de cada uma. No término será ensinado as funções da Guarda Ambiental, do Canil, da ROMU e da Ronda Escolar.