Ribeirão Pires dá início ao Projeto Ágora


Criado em 09/11/2015

Museu Municipal abre espaço para debates, com ação que reunirá cerca de 40 pessoas por encontro para discutir história, cultura e ideias

O Centro de Exposições e História Ricardo Valeriano Nardelli passou a ter um importante papel para discussão de ideias e diálogo popular em Ribeirão Pires com o Projeto Ágora, iniciado na última terça-feira (3). Com abertura do Grupo Pontos de Fiandeiras, o local abriu espaço para debates sobre a participação da mulher na história e cultura do Grande ABC, reunindo cerca de 30 pessoas.

Mas essa não será a única vez que o espaço será utilizado desta forma. “Com o Projeto Ágora, vamos dar espaço para discussões sobre temas relacionados ao nosso papel enquanto gestores, além de sugestões, conversas, relatos, manifestações artísticas, culturais, educacionais e de aproximação popular. O Centro de Exposições se torna o ambiente de criação e democracia”, explica idealizador do projeto, Marcílio Duarte.

Durante a primeira apresentação do espaço, estiveram presentes o dramaturgo Luis Alberto de Abreu e o coordenador de cultura de Mauá, Sérgio Pires. O próximo encontro do projeto acontecerá no dia 17 de novembro e terá como temática os 80 anos de Roberto Botacin.

Conceito do projeto

A Ágora de Atenas foi um espaço público de fundamental importância na constituição do espaço urbano de Atenas clássica, com um papel importante na configuração da democracia ateniense e na política da cidade, sendo o local, por excelência, da manifestação da opinião pública, adequado à cidadania cotidiana.