Saúde de Ribeirão Pires é premiada por ações de combate à tuberculose


Criado em 09/10/2013

Qualidade do atendimento e acompanhamento dos pacientes diagnosticados na rede municipal foi reconhecida pelo Estado

Ações de prevenção e combate à tuberculose estão entre as prioridades das equipes de saúde da rede municipal de Ribeirão Pires. O trabalho desenvolvido na cidade, por meio do Serviço de Atenção Especializada da Secretaria de Saúde e Higiene, foi mais uma vez reconhecido pelo Governo do Estado. A Estância garantiu o primeiro lugar no prêmio “Melhor Qualidade do Programa de Tuberculose entre Municípios de Pequeno Porte”, entregue no mês de setembro.

O prêmio reconhece a qualidade dos serviços prestados pela Prefeitura desde o diagnóstico da tuberculose até o tratamento e acompanhamento dos pacientes. Durante todo o ano, a Secretaria de Saúde e Higiene atende gratuitamente moradores com suspeita de tuberculose e promove ações de conscientização e prevenção.

Os principais sintomas da doença são tosse, com ou sem catarro, febre, suores noturnos, perda de peso, cansaço e dor no peito. Pessoas com tosse persistente por mais de duas semanas devem ficar atentas.

Nesses casos, a orientação é procurar atendimento na unidade de saúde mais próxima e, se e necessário, coletar o exame do escarro. O serviço também está disponível no Centro de Atendimento e Aconselhamento (CTA), à Avenida Francisco Monteiro, 205 – Centro, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Em 2013, de janeiro a setembro, foram registrados pelo CTA 15 casos de tuberculose na cidade. Em 2012, foram 25 casos registrados. A doença é transmitida de pessoa para pessoa, de forma direta. Ao espirrar ou tossir, o doente expele os bacilos nas pequenas gotas de saliva, que podem ser aspiradas por outra pessoa, que será contaminada.

A prevenção com a vacina BCG, obrigatória para menores de 01 ano, só protege crianças e adultos jovens contra as formas mais graves da doença. Portanto, alguns cuidados são fundamentais. A luz do sol e a ventilação de ambientes ajudam a diminuir o risco da transmissão. A vacina BCG está disponível gratuitamente na rede municipal de saúde para menores de 01 ano.

“Vale lembrar que a Tuberculose tem cura. Assim que diagnosticado, o tratamento pode ser feito gratuitamente na rede municipal de saúde. Sem interrupções, a doença pode ser curada em 06 meses”, explicou a Coordenadora do Programa Municipal Tuberculose, Nanci Garrido Butin.


Unidades de saúde:

UBS CENTRAL (8h às 17h)

R. Dr. Virgilio Gola, 24 – Centro

UBS CENTRO ALTO (7h às 16h)

Rua Aurora, 61 – Centro Alto

UBS OURO FINO (7h às 16h)

Rodovia Índio Tibiriçá s/n ao lado nº 2753 – Centro – Ouro Fino Paulista

UBS SANTA LUZIA (7h às 16h)

R. Prof. Antonio Nunes, 551- Santa Luzia

USF QUARTA DIVISÃO (7h às 16h)

Estrada do Sapopemba nº 5000 - IV Divisão

USF JARDIM LUSO (7h às 16h)

R. Julio Prestes, 22 - Jardim Luso

USF JD. VALENTINA (7h às 16h)

R. Francisco Tometich, 274 - Jd Valentina

USF JD. CAÇULA (7h às 16h)

R. Fagundes Varela, 08 - Jd Caçula

UBS VILA SUELI (7h às 16h)

R. Antonio Zampol, 221 - Vila Sueli

UBS GUANABARA (7h às 16h)

R. Fermino G. Pereira, 398 - Vila Gomes (09/10/2013)