Ribeirão Pires inicia construção do maior projeto turístico do Estado de São Paulo


Criado em 03/09/2015

Caixa Econômica Federal libera o Teleférico e a construção é iniciada

A Prefeitura da Estância Turística de Ribeirão Pires iniciou nesta terça-feira (1) as obras no parque temático do Teleférico. O maior projeto turístico do Estado de São Paulo conquistado no governo Saulo Benevides (PMDB), terá inicio de construção pelo Camping no Parque Milton Marinho de Moraes e tem como previsão de término 18 meses.

O projeto que visa atrair turistas de todas as partes para conferir a bela paisagem que a estância turística oferece, interligará o centro da cidade ao Parque Milton Marinho de Moraes passando pelo Mirante Santo Antônio chegando as margens da represa Billings. Trata-se de um projeto ambicioso na área do turismo com um investimento de 25 milhões dos governos parlamentares vindo do Ministério do Turismo, sem nenhuma verba municipal.

O teleférico tem como base tecnológicas cabines fechadas ao invés de cadeirinhas, que serão ligadas em um cabo de aço fixo. Na parada, é destacada do cabo principal para os visitantes entrarem no teleférico em movimento, porém com velocidade reduzida. Serão aproximadamente 6 minutos de percurso partindo da estação inicial localizada no Complexo Ayrton Senna. O percurso tem totalidade de 2.200 metros de distância.

Segundo o prefeito Saulo Benevides (PMDB), o teleférico é mais um atrativo de desenvolvimento sustentável. "Turismo é um grande negócio. Trata-se de uma indústria limpa que gera emprego.  O atrativo do teleférico será toda a vista panorâmica da natureza, mata atlântica, represa e paradas religiosas, tudo de mais bonito que a cidade oferece. Ribeirão Pires é uma cidade turística, temos que desenvolve-la, por isso estamos dando vocação para a cidade", diz o prefeito Saulo Benevides.

Vale destacar que a ideia é integrar toda a parte gastronômica e cultural com a construção de uma fábrica de chocolate no local de parada do parque temático.

Investimentos
Ribeirão Pires, com média de 120 mil habitantes, tem um turismo que visa criar empreendimentos no município. No projeto, consta a criação de um Centro de Exposições, Pier com restaurantes, cafeterias e casa de artesãos e a construção de uma fábrica de chocolate na chegada do teleférico.

Outro investimento do projeto é o planejamento de iluminação, paisagismo e segurança. Na estação do parque temático, terá a instalação do café com vista para a represa e posto de bombeiros. Levando em conta também os projetos de acessibilidade para que as pessoas com mobilidade reduzida também possam desfrutar do atrativo.

Sobre o Projeto Cidade Encantada: Teleférico

O Projeto Cidade Encantada pretende transformar a realidade de Ribeirão Pires. Com sistema de gôndolas, muito semelhante ao que foi instalado no Santuário Nacional de Aparecida do Norte, o Teleférico de Ribeirão Pires terá finalidade turística, atraindo pessoas de todas as partes para conferir a paisagem que a cidade oferece. O equipamento interligará o Complexo Ayrton Senna com o Mirante Santo Antônio e o Parque Milton Marinho de Moraes.

A estação intermediária no Mirante Santo Antônio, além de proporcionar a vista deslumbrante de 270 graus de toda a cidade, inclusive da Represa Billings ao longe, interligará atrações como a exposição de arte sacra na escadaria do morro – que retratará as 15 estações da Via Crucix, arte elaborada em cerâmica por artista da cidade. Outra novidade é a construção, integrada à estação Santo Antonio, de um Café Panorâmico estilizado, com vistas para a represa e o restante da cidade, onde os visitantes poderão apreciar a paisagem, saboreando gastronomia diferenciada.

Depois desta parada, o Teleférico continuará o trajeto pelos mais 1,8 quilômetro, sobrevoando o Parque Ecológico Linear com uma área de mais de 800.000 m2, por cima de mata atlântica em alto grau de regeneração, até atingir o Parque Municipal Milton Marinho de Moraes, onde os visitantes poderão conhecer o Parque Temático Automotivo, em que será retratada a história deste setor que legitimamente representa o verdadeiro DNA da Região do Grande ABC. O local será composto por um Museu do Carro, restaurante, cinema tri dimensional e outras atrações lúdicas que proporcionarão diversão, cultura e informação tanto aos turistas como também podendo servir como espaço para visitação de alunos da rede pública como um parque científico.

Outra potencialidade deste projeto é a conexão com o turismo náutico, pois à partir deste parque temático será instalado pier que conectará os visitantes por barco com um Templo Messiânico, chamado Torre de Miroku, que é a única reprodução em tamanho natural fora do oriente de um  monumento localizado em Nara (Japão), além de interligar os demais parques e equipamentos náuticos do Grande ABC, como o Parque Estoril de São Bernardo do Campo.

O novo elemento turístico se destaca em avanço tecnológico, segurança e impacto nulo ao meio ambiente. Com design e estilo inovador, serão usadas cabines de transporte que comportam até seis pessoas. Saulo analisou parte do projeto, além de conversar sobre definição de estilo e arquitetura. "É um projeto ambicioso na área do Turismo e exige ousadia, mas de forma direcionada e bem planejada", afirmou.

O Teleférico será mais um elemento turístico a somar aos demais já existentes na cidade: as capelas Santo Antônio e Pilar, a Pedra do Elefante, o Mirante São José, os parques Pérola da Serra e Milton de Moraes, as diversas trilhas, a represa e a Vila do Doce, que receberão ainda mais destaque com esse novo atrativo.