Cãominhada de Ribeirão Pires conscientiza sobre posse responsável


Criado em 07/10/2013

Durante evento na Praça Central, 16 cães e gatos, filhotes e adultos, foram adotados e 125 animais imunizados contra a raiva felina e canina

No último sábado, dia 05, a Prefeitura de Ribeirão Pires promoveu a 2ª edição da Cãominhada da cidade. Profissionais do Centro de Controle de Zoonoses e voluntários passearam com 15 cães adultos abrigados pelo Canil Municipal, saindo do CCZ até a Praça Central. Durante todo o dia, as equipes da Secretaria de Saúde e Higiene promoveram vacina contra a raiva felina e canina, feira de doação de cães e gatos e a conscientização de moradores e visitantes sobre a posse responsável de animais.

Tiago Cruz de Lima, 24 anos, veio à Estância no sábado a trabalho, junto da esposa, Jéssica de Lima, 22 anos. A Cãominhada chamou a atenção do casal, que pediu informações sobre a atividade e se interessou por um dos cães do CCZ. “Nunca tinha visto uma ação como essa. Se os cães não estivessem passeando pela rua, talvez não saberia da possibilidade de adoção”, disse Tiago, que adotou Lorinha, uma cadela de 2 anos, para a tia.

“Faz tempo que procurávamos um cachorrinho para minha tia. Vi de longe (Lorinha) e gostei na hora. Sabemos que é bem difícil um cão adulto ser adotado, mas ela é super dócil e será uma ótima companheira”, explicou Tiago, que é morador de São Bernardo do Campo.

Dos 15 cães adultos levados por funcionários do CCZ e voluntários à Praça Central, 07 foram doados. Também foram adotados 08 cães filhotes e um gato adulto. Durante a vacinação contra a raiva felina e canina, foram imunizados 122 cães e 03 gatos.

Voluntária nas duas edições da Cãominhada da cidade, Marluci Feitosa, 37 anos, funcionária da área administrativa da Secretaria de Saúde e Higiene defende as causas de proteção aos animais e aprova a ação. “Quero que eles tenham a chance de serem felizes e encontrarem um verdadeiro lar. Os animais são sensíveis, passam fome e muitas vezes são abandonados. Torço para que todos sejam adotados, especialmente os adultos”, declarou a voluntária.

Atualmente, há cerca de 50 cães adultos e filhotes disponíveis para adoção. Cães adultos são castrados, vacinados e vermifugados. Os filhotes recebem vermífugo e têm garantida a primeira vacina.

Para adotar um animal, basta ter idade superior a 18 anos, apresentar documento de identidade e preencher ficha de adoção.


Animais de estimação exigem cuidados especiais

Alguns cuidados são essenciais para manter um animal em boas condições dentro de casa ou em um apartamento. Passear com o pet usando sempre a coleira e guia, garantir uma casinha ou caminha confortável, limpa, abrigado da chuva e do sol são algumas tarefas que não podem ser esquecidas. Além disso, todos os animais precisam de ração de boa qualidade e água limpa e fresca, para evitar problemas de saúde.

Vale lembrar que abandono e maus tratos de animais são crimes com pena de detenção e multa, de acordo com a Lei Federal nº 9605/98, artigo 32. (07/10/2013)