Secretarias > Saúde e Higiene

Atenção Básica

Porta de entrada dos pacientes de toda a cidade aos serviços de rotina da saúde no município. A rede possui dez Unidades Básicas de Saúde ou Unidades de Saúde da Família na Atenção Básica.  Nessas unidades, sendo 5 tradicionais e 5 Unidades da Família, localizadas nos bairros, são realizados atendimentos de rotina com clínicos gerais, pediatras e ginecologista, além de consultas agendadas também com psicólogos e odontologia em algumas unidades.

Realiza o acolhimento a todos os pacientes por equipe treinada. Trabalha conforme a Política Nacional da Atenção Básica e a Política Nacional de Humanização do SUS.

Vacinação em todas as Unidades, orientação em saúde, palestras e campanhas de prevenção. Promove atividades dos seguintes programas Ministeriais:

O Programa Bolsa Família é um programa de transferência de renda diretamente às famílias pobres e extremamente pobres que vincula o recebimento do auxílio financeiro ao cumprimento de compromissos (condicionalidades) nas áreas de Educação e Saúde.

As Condicionalidades são os compromissos assumidos tanto pelas famílias beneficiárias quanto pelo poder público para ampliar o acesso dessas famílias a seus direitos sociais básicos. Por um lado, as famílias devem assumir e cumprir esses compromissos para continuar recebendo o benefício.

Na área de saúde, as famílias beneficiárias assumem o compromisso de acompanhar o cartão de vacinação e o crescimento e desenvolvimento das crianças menores de 7 anos. As mulheres na faixa de 14 a 44 anos também devem fazer o acompanhamento.

O Programa Hiperdia é um sistema informatizado que permite cadastrar e acompanhar os portadores de hipertensão arterial e/ou diabetes mellitus, captados e vinculados às unidades de saúde ou equipes da Atenção Básica do Sistema Único de Saúde, tem como objetivo:

• Possibilitar a Gestão do Cuidado com a vinculação do portador á unidade básica ou equipe de saúde através do cadastro e atendimento.

• Monitorar de forma contínua a qualidade clínica e o controle desses agravos e seus fatores de risco na população assistida;

• Fornecer informações gerenciais que permitam subsidiar os gestores públicos para tomada de decisão para a adoção de estratégias de intervenção gerais.

• Fornecer informações que subsidiem a gerência e gestão da Assistência Farmacêutica

• Instrumentalizar a Vigilância à Saúde, fornecendo informações que permitem conhecer o perfil epidemiológico e seus fatores de risco e suas complicações na população.

• Possibilitar o Controle Social através de informações que permitem analisar acesso, cobertura e qualidade da atenção.

O SISPRENATAL é o Programa de Humanização no Pré-Natal e Nascimento objetiva o resgate da atenção obstétrica integrada, qualificada e humanizada com o envolvimento de forma articulada dos estados, municípios e das unidades de saúde.

1. A equipe de cada unidade deve ser sensibilizada para o Programa e seus fundamentos e a  importância de humanizar e qualificar a atenção à gestante e suas repercussões positivas:

• Maior adesão ao pré-natal

• Melhor qualidade na assistência

• Melhores resultados obstétricos e perinatais com mãe e RN saudáveis

2. É importante estabelecer e efetivar as rotinas para:

• Captação precoce das gestantes;

• Ações educativas com gestantes;

• Oferta do teste anti HIV;

• Oferta de exames de urina, glicemia e VDRL no 1o trimestre;

• Retorno da puérpera à unidade de saúde para a consulta puerpera.

O Programa Nacional de Suplementação de Ferro consiste na suplementação medicamentosa de sulfato ferroso para todas as crianças de 6 meses a 18 meses de idade, gestantes a partir da 20ª semana e mulheres até o 3º mês pós-parto.

Os suplementos de ferro serão distribuídos, gratuitamente, às unidades de saúde que conformam a rede do SUS em todos os municípios brasileiros, de acordo com o número de crianças e mulheres que atendam ao perfil de sujeitos da ação do Programa.

Reduzir a prevalência de Anemia por Deficiência de Ferro em crianças de 6 a 18 meses, gestantes e mulheres no pós-parto em todo o País.

O Programa Insulinodependente é destinado os pacientes diabéticos que fazem uso de insulina, e necessitam de do automonitoramento do nível de glicose do sangue por intermédio da medida da glicemia capilar.

Considerando a Lei nº 11.347 de 27 de setembro de 2006, que dispõe sobre o fornecimento de medicamentos e materiais necessários à sua aplicação e monitoramento da glicemia capilar, Portaria nº 2.475/GM, de 13 de outubro de 2006, que aprova a Relação Nacional de Medicamentos Essenciais  Portaria nº 204/GM, de 29 de janeiro de 2007, que regulamenta o financiamento e a transferência dos recursos federais para as ações e os serviços de saúde de monitoramento e controle;

Definir o elenco de medicamentos e insumos que devem ser disponibilizados na rede do Sistema Único de Saúde, destinados ao monitoramento da glicemia capilar dos portadores de diabetes mellitus para pacientes insulinodependentes nos termos da Lei Federal nº 11.347, de 2006.

O Programa SISVAN é um Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional,na saúde o sisvan é um instrumento para obtenção de dados de monitoramento do Estado Nutricional e do Consumo Alimentar das pessoas  que freqüentam as Unidades Básicas do SUS. São contempladas pela Vigilância Alimentar e Nutricional todas as fases do ciclo de vida: crianças, adolescentes, adultos, idosos e gestantes.

O Programa SISCOLO é o Programa Nacional de Controle do Câncer do Colo do Útero foi concebido com o objetivo de reduzir a mortalidade e as repercussões físicas, psíquicas e sociais do câncer do colo do útero na mulher brasileira.

Um ponto essencial do Programa é o desenvolvimento de ações estratégicas para sistematizar a obtenção de dados, que permitirão avaliar e monitorar a evolução e o desfecho do mesmo. Por meio da organização de um sistema de avaliação, busca-se obter dados que permita aferi-lo quantitativa e qualitativamente. Nesse ponto o sistema informatizado SISCOLO destaca-se como um importante instrumento de avaliação.

Unidades de saúde (de segunda a sexta-feira):

UBS CENTRAL (8h às 17h)

R. Dr. Virgilio Gola, 24 – Centro

Telefone: 4828-1458

UBS OURO FINO (7h às 16h)

Rodovia Índio Tibiriçá s/n ao lado nº 2753 – Centro – Ouro Fino Paulista

Telefone: 4827-0476

UBS SANTA LUZIA (7h às 16h)

R. Prof. Antonio Nunes, 551- Santa Luzia

Telefone: 4825-5109

USF QUARTA DIVISÃO (7h às 16h)

Estrada do Sapopemba nº 5000 - IV Divisão

Telefone: 4827-9085

USF JARDIM LUSO (7h às 16h)

R. Julio Prestes, 22 - Jardim Luso

Telefone: 4828-4503

USF JD. VALENTINA (7h às 16h)

R. Francisco Tometich, 274 - Jd Valentina

Telefone: 4828-4794

USF JD. CAÇULA (7h às 16h)

R. Fagundes Varela, 08 - Jd Caçula

Telefone: 4828-1874

UBS VILA SUELI (7h às 16h)

R. Antonio Zampol, 221 - Vila Sueli

Telefone: 4828-3732

UBS GUANABARA (7h às 16h)

R. Fermino G. Pereira, 398 - Vila Gomes

Telefone: 4828-1466

UBS CENTRO ALTO (7h às 16h)

Rua Aurora, 61 – Centro Alto

 

Telefone: 4825-3042